Marta Suplicy anuncia que está deixando a política.

A coluna “Trinta por cento” de 27mar2015 na Folha de São Paulo é um texto de despedida. A senadora Marta Suplicy, após uma autoanálise, concluiu que não reúne as condições necessárias para exercer a atividade política. Depois de uma carreira polêmica, Marta está se despedindo.

Pelo menos é isso que se depreende do seu texto quando comparado à sua trajetória na vida pública. Marta não deixa dúvidas:

“A personalidade, da qual as características principais não mudam, no máximo podem melhorar, vem a ser a qualidade que se mostra imperativa na condução de um país. Bagagem, inteligência emocional, visão política, espírito agregador, autocrítica, entre outros atributos, são fundamentais. Dificilmente se chega lá sem eles.

Grandes lideranças podem ser lapidadas. Entretanto, personalidade difícil e complexa pode atrapalhar o bom aproveitamento das qualidades existentes”.

https://www.youtube.com/watch?v=P-wKf877wok]

Logo, após uma série de incidentes que a desgastaram politicamente, em uma autocrítica que só as grandes personalidades podem fazer, concluindo não possuir as características necessárias à atividade política, a senadora parece ter decido se retirar.

No mesmo texto em que se despede da vida pública, Marta insinua que se dedicará às atividades domésticas e aos cuidados com a família.

“A formação de uma mulher e a experiência de gerações de bisas, avós e mães que carregamos no nosso DNA nos fazem ter percepções e sensibilidade muito distintas do outro sexo. São centenas de anos cuidando das crianças, dos idosos, dos doentes. Protegendo a família, costurando alianças e negociando tudo de difícil dentro do lar”.

Não está claro se manterá sua coluna no jornal. De qualquer modo, só nos cabe desejar, a Marta Suplicy, felicidades nessa nova etapa da vida.

[video:https://www.youtube.com/watch?v=MQXoJCDow2Q

 

PS.:para entregas em domicílio consulte a oficina de concertos gerais e poesia.

5 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Sonia Moreira

- 2015-04-09 20:16:35

Sergio Na vida há tempo Época
Sergio Na vida há tempo Época ficou pra trás Claro q mudou Era mais difícil Todo mundo sabe Dia de vitória GGN ótimo bloq Agora é vida nova Você sabe o q faz Deve conhecer de políticas Estar do nosso lado Trabalhando ao nosso favor

Sergio Saraiva

- 2015-03-28 19:54:47

Não faz parte do texto.

É um convide, apenas.

Desde ja considere-se bem vindo:

para entregas em domicílio consulte a oficina de concertos gerais e poesia.

Sergio Saraiva

- 2015-03-27 21:44:39

Das facas, das amantes e da ironia.

Ah, as facas e a ironia!

Musas traiçoeiras,

há que tratá-las com o cuidado

com que trataríamos a uma amante. 

Outra das musas intrigantes. 

Qualquer desatenção

e uma atitude mal calculada,

atrevida ou impensada

ser-lhe-ão o tinto da vingança. 

Néctar sanguinolento. 

As facas, as ironias,

e, creio, as amantes,

exigem-nos o prudente e reverente

respeito do acrobata

pela corda esticada

entre o desvão do abismo. 

Tal qual a luxúria e a vida ávida. 

Declarações de amor? Tolices.

Elas já nos sabem prisioneiros. 

Ao que nos oferecem de gozo

nada nos cobram de cotidiano.

Comuns, seriam vulgares,

tornar-se-iam cegas e grosseiras. 

Módicas e fáceis seriam as amantes. 

Não, essas putas pérfidas e caras

nos cobram a continência

gulosa e insaciada.

E a subserviência

dos insatisfeitos,

mal resignados e relutantes. 

Finas, cuidam-se, resguardam-se. 

Deusas vadias,

arrogantes e impertinentes

nos querem reverentes e submissos. 

Para o nosso bem,

Sobrevivência e servidão.

Eustaquio lopes

- 2015-03-27 20:34:39

nao entendi
Nao entendi essa parte final. o q é essa frase para entregas em domicílio consulte a oficina de concertos gerais e poesia.

Sonia Moreira

- 2015-03-27 19:27:22

Sergio Marta deixa saudades É
Sergio Marta deixa saudades É uma pena Velha são as ideias da direita Loca era coisa da juventude Poesia para poucos É o que precisamos Fim de uma história Dos perdedores ganhamos Tempos de glória

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador