Militares repudiam ataques à imprensa e afirmam compromisso com “democracia”

"Enfrentamos uma Pandemia de consequências sanitárias e sociais ainda imprevisíveis, que requer esforço e entendimento de todos", diz a nota oficial

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – Em nota oficial emitida nesta segunda (4), as Forças Armadas repudiaram o ataque a jornalistas do Estadão e outros veículos de imprensa que ocorreu no dia anterior, em protesto em favor do governo Bolsonaro, em Brasília.

Sem citar o episódio ou as declarações do presidente da República, os militares reafirmaram compromisso com “democracia”, que tem como “requisito fundamental” a liberdade de expressão.

No domingo (3), Bolsonaro fez uma live no Facebook afirmando que estava cansado de interferências em seu governo, e afirmando que os militares estavam a seu lado.

Confira a nota abaixo:

Marinha, Exército e Força Aérea são organismos de Estado, que consideram a independência e a harmonia entre os Poderes imprescindíveis para a governabilidade do País.

A liberdade de expressão é requisito fundamental de um País democrático. No entanto, qualquer agressão a profissionais de imprensa é inaceitável.

O Brasil precisa avançar. Enfrentamos uma Pandemia de consequências sanitárias e sociais ainda imprevisíveis, que requer esforço e entendimento de todos.

As Forças Armadas estarão sempre ao lado da lei, da ordem, da democracia e da liberdade. Este é o nosso compromisso.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  "Um manda e o outro obedece", diz Pazuello sobre boicote à Coronavac

2 comentários

  1. Nassif: seja sincero. Quem há 130 anos vive (e sobrevive) de golpes e conspirações política-social merece crédito?

    Diz a “Nota” — “As Forças Armadas estarão sempre ao lado da lei, da ordem, da democracia e da liberdade. Este é o nosso compromisso.”

    Vou desvendar prá você, com pormenores, da frase:

    “sempre lado da lei” — significa “aos amigos a Justiça; aos inimigos, a Lei, de preferência lenta e corrupta”.

    “da ordem” — aquelas ditadas pelo oficial-do-dia.

    “da democracia” — tudo que a razão da bala permita ou aceite.

    “da liberdade” — todas permitidas pela DemocraciaDaBaioneta.

    Por isso a nota não passa de palavras para distrair a Elite, os pobres de direita, os AvivadosVangélicos, os Milicianos (fardados e civis) e, de certa forma, prestar contas ao gringo dono do Quintal onde moramos. Nada além…

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome