Ministro Ricardo Salles demite presidente do ICMBio

Divergências sobre incêndios no Pantanal levou à saída do coronel Homero de Giorge Cerqueira; substituto ainda não foi escolhido

Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente. Fotos: Carolina Antunes/PR

Jornal GGN – O coronel Homero de Giorge Cerqueira deixou a presidência do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão responsável pela proteção de todas as florestas protegidas federais.

Ex-comandante da Polícia Militar Ambiental de São Paulo, Cerqueira comandava o órgão desde abril do ano passado, nomeado pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que pretendia militarizar os postos de comando.

Segundo o jornal O Estado de São Paulo, a saída de Cerqueira está relacionada a divergências entre ele e Salles por conta dos incêndios na região do Pantanal. Os dois se encontraram com outros servidores nesta quinta-feira para discutir sobre compensações ambientais e, após esse encontro, seguiram em reunião. Salles demitiu Cerqueira no final da noite.

O coronel assumiu o cargo após a saída do presidente anterior, Adalberto Eberhard, que deixou o posto após o ministro fazer acusações sobre a atuação de técnicos do órgão em encontro com produtores rurais do Rio Grande do Sul. A exoneração de Cerqueira foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (21/08), e o substituto ainda não foi nomeado.

 

Leia Também
Desmatamento da Amazônia dispara de novo em 2020
Amazônia em Chamas 20: “Tudo que vai queimar está pela frente”, diz Setzer sobre a temporada do fogo
Salles quer mudar meta de redução de desmatamento ilegal até 2023
Salles insiste em liberar mineração na Amazônia

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora