Moro é principal adversário de Bolsonaro em 2022, diz pesquisa

Moro supera Bolsonaro entre eleitores com mais 60 anos e com renda mensal superior a cinco salários mínimos, além de estar na frente nas regiões sudeste e sul

Jornal GGN – Uma pesquisa feita pela Quaest Consultoria e Pesquisa, divulgada nesta segunda (22), mostra que o ex-juiz Sergio Moro teria 19% das intenções de voto se a eleição presidencial fosse hoje, contra 22% de Jair Bolsonaro.

Na sondagem feita entre 14 e 17 de junho, com mil entrevistados em todo o País, os candidatos da esquerda ficam em terceiro e quarto lugar: Fernando Haddad com 13% e Ciro Gomes, 12%.

Na sequência aparecem Luciano Huck (5%), Guilherme Boulos (3%),  e João Doria (2%).

Cerca de 23% dos entrevistados afirmam não ter candidato ainda.

Moro supera Bolsonaro entre eleitores com mais 60 anos e com renda mensal superior a cinco salários mínimos, além de estar na frente nas regiões sudeste e sul.

GGN prepara dossiê sobre Sergio Moro.
Saiba mais aqui

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Refundação do Brasil passa por desencarcerar e descriminalizar a cannabis, diz Valois

6 comentários

  1. Moro já mostrou a total falta de traquejo, discurso, aptidão e viabilidade como político. Aselite, em sua falta de opção, pode querer se aventurar novamente, só que sair de um governo que desacreditou o país no exterior, para tentar se aventura apenas por uma atual (e inflada) popularidade, é amadorismo explícito. Vamos ver se vai adiante a investigação sobre a indústria da delação na república lavajateira. A globo e a mídia corporativa já o protegeu da vazajato, mas como será a atuação diante de uma “oposição” no STF?

  2. Essas pesquisas de opinião para 2022 são ridículas, pois não levam em conta tudo que vai ocorrer daqui até 2022, ou seja, a pergunta que deveria ser feita é se teremos eleições em 2022.

  3. Ou a pesquisa é falsa, ou os entrevistados são incrivelmente estúpidos para continuarem votando em um asshole como Bolsonaro.

  4. Não concordo com a pesquisa. Os dois estarão irremediavelmente fora de combate e sem nenhuma chance de disputar (em eleições limpas) com o candidato que vier da esquerda ou contra o candidato que deverá ser uma revelação de última hora, da elite golpista e rentista. Acredito que não há como correr o risco em apostar em qualquer dos dois. O telhado de vidro é grande e frágil e, mal comparando, eu imagino que seria o mesmo que apostar em dois cavalos mancos inscritos na disputa do Grande Brasil de Turfe.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome