Mulher de Queiroz entrará para lista da Interpol se não for encontrada até o final do dia

A inclusão na lista da Interpol significa que a foragida poderá ser presa em qualquer um dos 194 países filiados à polícia internacional

Fabrício Queiroz e Jair Bolsonaro. Foto: reprodução/redes sociais

Jornal GGN – O Ministério Público do Rio de Janeiro solicitou que Márcia Aguiar, mulher de Fabrício Queiroz, tenha seu nome inserido na lista da Interpol caso não seja encontrada pela polícia até o final desta segunda (19).

Márcia, assim como Queiroz, tem mandado de prisão expedido. O ex-assessor de Flávio Bolsonaro está preso em Bangu 8 mas a esposa não foi encontrada.

A inclusão na lista da Interpol significa que a foragida poderá ser presa em qualquer um dos 194 países filiados à polícia internacional.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Fora de Pauta

1 comentário

  1. Tudo o que o MP / SP não fez sobre o Assassino do Ator do SBT e da sua Família, depois de mais de 1 ano. Sinal que temos Judiciário e Judiciário. OAB e OAB. Polícia e Polícia. E que Elites do Estado Absolutista agem conforme seus interesses e não da Sociedade Brasileira. A Verdade é Libertadora.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome