2 comentários

  1. A mídia esquerdista insiste em prever a saída de Bolsonaro da presidência de qualquer forma, porém nada há no horizonte, por exemplo, alguém viu mudanças significativas nos índices de rejeição pela opinião de seu grande eleitorado.

    O que existe mesmo é o banho-maria na qual o ‘frágil’ STF e o ‘hábil’ MP do Rio estão tratando as supostas máculas do Capitão antes e depois de ser eleito presidente para conclusão final próxima das eleições de 2022.

    Portanto a única hipótese plausível que se tem da macro-política-brasileira é que o desfecho será dos que não querem a todo custo a sua reeleição (justiça unidas e mídias unidas) e do inconcebível apoio das Forças Armadas pró-Bolsonaro.

    Diante de um Brasil sem criar empregos formais, chuto que os militares virão com candidato próprio nas próximas eleições presidenciais, pois seria Temer-oso não respeitar o crivo popular regularmente.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome