Na briga pelo poder, PSL investe para retomar controle na Câmara

Ala ligada a Luciano Bivar quer punições a aliados de Jair Bolsonaro que seguem no partido; sigla que elegeu presidente busca liderança e comissões

Jornal GGN – Os congressistas do PSL ligados ao presidente do partido, Luciano Bivar, preparam novas investidas contra os deputados que se aliaram ao presidente Jair Bolsonaro na disputa pelo comando do partido em 2019.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, o conselho de ética do partido deve protocolar novas representações contra congressistas bolsonaristas após o Carnaval. Entre os pedidos, estão expulsões e novas punições a quem está convocando filiados do PSL a se associarem ao Aliança pelo Brasil, legenda que Bolsonaro pretende criar.

O objetivo da estratégia é atingir maioria dentro da Câmara – assim, o grupo ligado a Bivar poderá retomar a liderança do partido e controlar a indicação de deputados que vão comandar e participar das comissões permanentes da Casa.

Atualmente, o grupo com maioria na bancada do PSL está alinhado a Eduardo Bolsonaro (SP), o que garante sua liderança. Caso consiga expulsar bolsonaristas, aqueles que são próximos a Bivar retomariam o controle na Câmara.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Qual o caminho antes do precipício?, por Francisco Celso Calmon

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome