NORUEGA DECIDE EM PLEBISCITO SE QUER REALIZAR OLIMPÍADA DE INVERNO!

 
 
PLEBISCITO NÃO TEM CUSTO, É VOTADO JUNTO COM AS ELEIÇÕES REGULARES!
 
Enquanto no Brasil as decisões dos políticos são enfiadas goela abaixo no povo, que vê uma roubalheira depravada, e o governo sendo obrigado a liberar as obras da copa sem licitação. Vejam como se faz no país mais desenvolvido do mundo:
 
“09 de setembro de2013 – Um referendo está sendo realizado hoje em Oslo para decidir se a cidade vai se candidatar para sediar os Jogos Olímpicos de inverno de 2022 e Paraolímpicos,” 
 
http://www.insidethegames.biz/olympics/winter-olympics/2022/1015933-oslo-holds-referendum-and-barcelona-indicates-willingness-as-2022-olympic-bid-plans-escalate
 
O mais importante na consulta popular é que o assunto é debatido oficialmente nas TVs por vários meses. Se houver prejuízo para o povo, falcatruas, erros de projetos, superfaturamentos, o povo não aprova. Por isso praticamente não existe corrupção nesses países. E sem corrupção, sobra mais dinheiro pra saúde, educação, segurança, moradia, etc. 
 
PLEBISCITO FEDERAL NA NORUEGA
 
Noruega decide não entrar para a União Europeia em 1994.
 
“1994: Noruega vota “não” para a Europa
Noruega votou para rejeitar a adesão à União Europeia em referendo”
 
http://news.bbc.co.uk/onthisday/hi/dates/stories/november/28/newsid_4208000/4208314.stm
 
NORUEGA VOTA QUASE MIL PLEBISCITOS EM 40 ANOS:
 
A Noruega há anos é considerada o país mais desenvolvido do mundo. Vejam a reportagem sobre as atividades da DEMOCRACIA DIRETA norueguesa:
 
” Três em cada quatro dos referendos sobre questões ambientais registrados desde 1970 foram realizadas durante a década de 2000. Os outros três referendos realizados em 2012 por causa da variante da língua norueguesa que é preferível nas escolas primárias e secundárias. No total, a Statistics Norway registrou 716 referendos locais entre 1970-2012 sobre questões diferentes. Um total de 311 delas têm lidado com as diferentes variantes da língua norueguesa, enquanto 22 em causa de diferentes questões ambientais.”
 
http://www.ssb.no/en/valg/statistikker/folkavs_kostra
 
NO BRASIL
 
Os políticos brasileiros, especialmente o governo e o PT, precisam explicar por que não querem a DEMOCRACIA DIRETA no Brasil. Vejam as reiteradas traições:
 
https://www.facebook.com/democracia.direta.brasileira/photos/a.353408031461532.1073741837.300330306769305/440645279404473/?type=3&theater 
 
http://politicoscontraademocraciadireta.blogspot.com.br/2013/12/a-luta-do-senador-lindberg-farias-pt-rj.html
 
Quem não quer governar com o povo, deve ser encarado como seu inimigo. E não adianta dizer que vão fazer orçamento participativo. Ter direito de dizer, se queremos mais dinheiro aqui ou ali num orçamento participativo até que é bom; mas não é importante. O que precisamos é ter direito de dizer como o país deve funcionar, influindo na elaboração das leis. Somente assim poderemos fechar todas as brechas deixadas à corrupção, e acabar com a roubalheira. 
 
Há muitos anos a Noruega é considerada o país mais desenvolvido do mundo:
 
http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_countries_by_Human_Development_Index
 
Não podemos esquecer, de que os critérios atuais do IDH são mais rigorosos, que antigamente; quando a renda percapita era decisiva. Hoje leva-se mais em conta a distribuição da renda, evitando que países com grande concentração de renda, recebam uma boa nota. Ou seja, não adianta ter renda nacional elevada, se ela não for bem distribuída:
 
“Não são comparáveis os valores e os rankings do IDH de diferentes edições do Relatório”, ressalta o documento logo na abertura de seu Anexo Estatístico.” 
 
http://www.colegiobetel.com.br/index.php/home/artigo/72 
 
O índice de IDH, entretanto, é um bom indicativo, para buscarmos nas nações melhor avaliadas, o que pode ser feito para melhorar o Brasil.
 
Se você acha que tudo está bem, e que não precisamos mudar; veja esse vídeo e reflita:
 
https://www.youtube.com/watch?v=Z38SYNGprHk

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  O que é imunidade de rebanho e por que "não se aplica" a Covid-19

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome