Nota técnica contra Guia Alimentar brasileiro é rejeitada pela ministra da Agricultura

Texto da Secretaria de Política Agrícola indica a reformulação do Guia Alimentar Para a População Brasileira e apoia o consumo de alimentos ultraprocessados

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Jornal GGN – Atendendo os pedidos da comunidade científica, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, rejeitou a nota técnica de uma das secretarias de sua pasta que indica a reformulação do Guia Alimentar Para a População Brasileira e apoia o consumo de alimentos ultraprocessados. As informações são de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo.

Uma das principais orientações do guia atual, elogiado por cientistas e profissionais de saúde do mundo, recomenda que as pessoas evitem o consumo de alimentos processados. 

No entanto, uma nota técnica elaborada pela Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento afirma que o guia “é considerado um dos piores” e recomenda que a classificação de alimentos seja retirada do documento.

A ministra decidiu devolver a nota à Secretaria e pediu que ela seja reformulada, uma vez que o texto não é “suficiente e consistente para fundamentar a discussão sobre o assunto”, escreveu Bergamo.

Além disso, Tereza Cristina afirmou que “aspectos relacionados às questões nutricionais são de competência da área da saúde”. E que sua pasta pode até sugerir a revisão de documentos públicos, “mas desde que esteja tecnicamente embasado – o que não seria o caso”.

A decisão atendeu pedido feito por meio de carta assinada por 33 cientistas dos EUA, Canadá, Austrália, Reino Unido, México, Chile e África do Sul.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Johnson diz que Brexit pode ocorrer sem acordo com União Europeia

2 comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome