Novo presidente da OAB, Felipe Santa Cruz é ameaçado nas redes sociais

O crime que justificaria minha eliminação? Dizer que há no país ampla garantia para qualquer investigação

Por Felipe Santa Cruz

Amigos,

Nas últimas 24 horas tenho sido alvo de furiosos ataques nas redes. Robôs pagos por movimentos extremistas e pessoas levadas por falsas manchetes simplesmente ocupam a rede com violentas mensagens, algumas verdadeiramente preocupantes, como aquele que diz que “as redes sociais querem o meu FIM”.

O crime que justificaria minha eliminação? Dizer que há no país ampla garantia para qualquer investigação, que há no país absoluta unanimidade sobre a necessidade da luta contra a impunidade, mas que o país é muito mais do que isso e que precisa urgentemente, entre outras coisas, reencontrar a agenda do crescimento econômico que possa devolver a esperança de dias melhores ao nosso povo.

Sim, defendo que o Estado não gera riquezas e que a estabilidade jurídica deve ser rotina dos povos que querem progredir através do trabalho, do respeito ao meio ambiente, às minorias, aos contratos etc.

O ataque que sofro, travestido e insuflado pela falsa motivação de uma declaração que não dei sobre fim imediato de qualquer investigação antes que se esgote o seu objeto, com o uso danoso e cotidiano de notícias falsas, demonstra claramente a intenção de calar nossa voz através do medo.

Bateram na porta errada, pois acredito que a função da Ordem nessa quadra histórica é criar no mundo do DIREITO, pressuposto da democracia, um ambiente capaz de produzir discussões técnicas que possam garantir o exercício livre da DEFESA, com a máxima liberdade de manifestação das ideias. Construir pontes onde há pessoas cavando fossos e, assim, alcançar alguma paz social. Por óbvio, quem se alimenta e vive do ódio não quer a superação do momento de conflito agudo. Não quer ouvir sobre o DIREITO de ninguém, sobre o drama do próximo.

Muitos se deixam levar pelo rancor movidos por compreensível desesperança. Como eu disse na minha fala de ontem na Bahia: vamos dialogar através do DIREITO, não ocupamos a arena da política partidária e buscaremos atrair para esse debate até os que, polarizados e cegos por ideologias, não acreditam ser possível superar o atual momento. É uma grande tarefa que precisa de toda a advocacia do Brasil. Ou é isso ou, calados, cuidando justa e pacatamente das nossas vidas, mesmo sendo a maioria silenciosa, nos deixaremos levar pela frustração, imputando aos outros todas as nossas decepções com as graves falhas do mundo que nos cerca. Alguém acredita que o ódio constrói? Fé na vida…

Felipe Santa Cruz

Presidente da OAB

CARTA DE SOLIDARIEDADE AO PRESIDENTE DO CONSELHO FEDERAL DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL

A ABRAT-Associação Brasileira de Advogados Trabalhistas, ciente dos ataques, via redes sociais, ao Presidente, recém eleito, do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz, vem a público externar apoio e solidariedade.

O Presidente tem proferido declarações consistentes de defesa do estado democrático de direito, das minorias, dos direitos sociais, do devido processo legal, da ampla defesa e das defesas das prerrogativas da advocacia, salvaguardas essas vinculadas á função da OAB e constantes do texto constitucional.

Eventuais discordâncias não podem jamais transformar o espaço virtual em palco de ameaças, deturpação do contexto das ideias lançadas, sob o manto da ira, do ódio e do desrespeito.

A Ordem dos Advogados do Brasil não se restringe a tratar de questões atinentes a advocacia, mas possui, também, como principal missão, especial fundamento e seu núcleo essencial, a defesa da Constituição Federal, dos direitos humanos, da dignidade da pessoa humana e do estado democrático de direito, aliás, núcleos estes constantes no juramento da advocacia.

Valer-se de extremismos marcados pelo ódio, manifestados em relação às declarações concedidas pelo atual presidente do CFOAB, representa uma tentativa de amedrontar a ordem jurídica do estado democrático; representa uma tentativa de intimidar aquelas vozes que falam em nome das minorias, dos direitos sociais, da ampla defesa, do devido processo legal e tornam-se fatores gravíssimos para a democracia brasileira.

A ABRAT se coloca ao lado e solidária ao Presidente Felipe Santa Cruz, ao mesmo tempo em que repudia qualquer manifestação odiosa e ataques infundados, sejam nas redes sociais ou pessoalmente.

A advocacia trabalhista atuará fortemente para que fatos como os que aconteceram em 1980, com a explosão da carta bomba que matou a chefe de secretaria da OAB, Lyda Monteiro da Silva, na gestão de Eduardo Fagundes Seabra, não voltem ao cenário brasileiro.

A defesa da democracia é fator de absoluta responsabilidade de todos (as) os(as) brasileiros (as) e qualquer tentativa de rompimento receberá total rechaço da ABRAT.

Ao Presidente Felipe Santa Cruz, nossas mãos entrelaçadas e nossas bandeiras.

Que vença a paz, o diálogo, o respeito e a igualdade!

Alessandra Camarano Martins

Presidente da ABRAT

 

11 comentários

  1. O cara eh tao estupido que nao sabe a razao de finalmente a OAB ter um modestissimamente “moderado” aa frente! A cadela que “investigava” e “processava” Deus e o mundo nos governos petistas subitamente precisa de um pararaios mas nao consegue nem abrir uma investigacao!

    As palavras e declaracoes dele sao estritamente PESSOAIS. Institucionalmente… Sao vomito.

  2. Imagino que o perigo que tantos temiam com a vitória de Jair Bolsonaro começa a dar as caras. Parece que qualquer pessoa influente, mesmo sendo ou não político, mas que sugira ou defenda algo que vai contra os interesses ou que se oponhs aprojetos criados ou defendidos por simpatizantes ao novo governo poderá a ser ameaçado em nome de uma radicalização paranoica, que foi alimentada e vitaminada na campanha do candidato escolhido pela maioria dos votos apurados. Então convém imaginar o que não acontecerá se o suposto projeto contra o crime defendido por Moro for aprovado.

  3. Onde o OAB estava quando o pt e os demais partidos políticos, que formaram uma verdadeira organização criminosa, assaltavam os cofres públicos,matando milhares de inocentes, com suas ganâncias pelo poder e riquezas? Onde estava a OAB? Onde estava a OAB? Pergunta que não quer calar. Pergunta que a OAB não quer responder😈

    • Nos jornais e televisao acusando e processando todo mundo a cada duas semanas. Eh la que essa cadela estava. Se voce lesse um jornal de vez em quando nao teria perdido a chance de fechar o bico agora.

      • As noticias nos jornais ou redes de tv pouco importam. O que interessa, realmente, é que esses processos que vc alega ter a OAB solicitado devida instauração estejam relacionados nos Órgãos Judiciários, tais como, TJ, STJ, STF, e outros. Aliás, acredito ser uma boa hora para apresentarem a listagem dos processos a fim de “fechar o bico” de quem vcs acham que “fala demais” e sem conhecimento de causa.

  4. Bem isso e assim, como diz o novo presidente da OAB, e já dizia, poética e musicalmente, nosso profeta Gonzaguinha, em Sementes do Amanhã: Fé na Vida, fé no que virá, Nós Podemos muito, nós podemos mais, Vamos lá fazer o que será…(Mais uma e tantas vezes quantas…)

  5. A própria OAB contribuiu para dar vida ao monstro. Na medida em que continua se omitindo a respeito das barbaridades cometidas pelos atuais ocupantes do poder, como também pelo judiciário, está alimentando o monstro que ajudou a criar.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome