Revista GGN

Assine

O principal erro do ministro Joaquim Barbosa

O principal erro de Barbosa na questão do trabalho externo

O principal erro de Barbosa nao é nem no mérito da questão.

O erro dele foi julgar monocraticamente, simplesmente porque sabe que vai perder no plenário.

Bem ou mal um magistrado tem e deve ter mesmo uma boa gama de interpretações possíveis quanto aos temas. O grande problema é que deve haver o controle, ou na instância superior ou mesmo em um tribunal, para alterar decisões flagrantemente erradas e injustas. O caso do juiz que todo ano anulava o enem é exemplar. Ele anulava a prova, dai 24 horas depois o tribunal anulava a decisão dele e fim de papo. Imaginemos que o juiz anulasse o enem e depois fizesse (ou tivesse a possibilidade de fazer) toda sorte de chicanas para que ninguém pudesse anular a sua decisão? Seria ou nao absurdo?

Ora,  em primeiro lugar a decição de Barbosa foi controversa, flagrantemente contrária às principais jurisprudencias do País quanto ao tema, notadamente no STJ. Em segundo lugar, haviam presos como o Delúbio e o Romeu Queiroz que ja estavam trabalhando fora. Era um direito já posto em prática, e por questão de bom senso, não deveria ser revogado, senão por decisão já pacificada.

O que seria o lógico, o razoável de Barbosa fazer? Submeter a questão ao prenário e, se for o caso, mudar a jurisprudência quanto ao tema. Ponto. Simples.

Mas não, como ele e todos sabem que o plenário jamais vai decidir desta nova forma, ele então toma a decisão sozinho.

Mas e ai como que fica o caso do Delúbio, por ex? Já estava trabalhando fora, agora, com a nova decisão do Barbosa, perde o direito ao trabalho. Quando o plenário firmar entendimento e derrubar a questão ele volta a trabalhar, em tese. Qual a lógica disso tudo ? Nenhuma.

Sem contar que, até onde sei, Barbosa revogou a decisão de trabalho de Delúbio e Romeu sem mesmo haver recurso do MP neste sentido. Ele, aparentemente, simplesmente mudou a decisão da vara de Brasília apenas para dar ar de normalidade na decisão com relação a José Dirceu, que foi no mesmo sentido. Sem falar no fato de um presidente de STF decidindo acerca de execução penal é um completo absurdo.

Agora, os advogados devem entrar com agravo, para que a questão seja julgada em plenário. E ai vamos ver se o caso entrará logo em pauta ou não.

Média: 5 (8 votos)
24 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Rogério Ferraz
Rogério Ferraz

Joaquim Barbosa é

Joaquim Barbosa é inconsequente, não liga para o que advirá das decisões dele. O que importa é ele satisfazer sua vontade. Não se pode permitir tanto poder na mão de um homem, quanto mais na mão de um homem assim. O judiciário brasileiro é muito poderoso, e o congresso, infelizmente, acovardado, deixando que esses poderosos se assenhorem cada vez mais do poder.  A coisa é tão inacreditável que temos o seguinte quadro: José Dirceu é vítima de uma decisão absurda de Joaquim Barbosa e, para mudar essa decisão, a defesa recorre a...Joaquim Barebosa.

Seu voto: Nenhum
imagem de yruco
yruco

Enquanto Novembro não chega

Enquanto Novembro não chega só nos resta assinar : 

 

https://secure.avaaz.org/po/petition/Senado_Federal_Impeachment_de_Joaqu...

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Um Luis Antônio (se não me

Um Luis Antônio (se não me falha a memória) seguido por um Gurgel. Um Ayres Brito, seguindo por um JB. Virgem Maria ! É azar (?) demais para um partido só, não é?

Vc viu isso Ney? Precisa de informar mior, fio !

Seu voto: Nenhum (1 voto)

lenita

Os outros ministros vão

Os outros ministros vão "preservar a IMAGEM DO STF?"

Vão deixar o barbosão a beira do caminho, feito animal ferido?

Entre a justiça e a imagem, vamos ver o que será escolhido!

Se escolher imagem, o PIG venceu...

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Nascemos sem trazer nada, morreremos sem nada levar...

E neste intervalo entre nascer e morrer, lutamos pelo que não trouxemos e mais ainda pelo que não levaremos...

 

imagem de Targino Silva
Targino Silva

O principal erro do Min. Barbosa.

Ele não tem a habilidade juridica que todos pensam que tem. Ninguem, em sã consciencia faz alguma coisa sabendo que ali na frente, não vai dar certo. Vira um bolha de sabão, briha ate explodir.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Franbeze
Franbeze

O capitão do mato vai reclamar


dizendo que é racismo contra ele e o PiG vai apoiar o seu funcionário.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Guga - o não registrado
Guga - o não registrado

Discordo. Não foi erro. Foi

Discordo. Não foi erro.

Foi campanha.

Como já disse Rodrigo Vianna, Barbosa está em campanha há bastante tempo. Este é apenas mais um lance. Qual lance? Simples.

1) É tomada uma decisão monocrática aparentemente técnica, que agrada muita gente;
2) A decisão, por ser estapafúrdia, é revogada no plenário;
3) Barbosa responde que isso é uma afronta e que "forças ocultas" estão trabalhando nas sombras a favor de interesses escusos;
4) Colhe os louros de "homem com coragem pra peitar o sistema corrupto" e se candidata.

Não é teoria de conspiração, nem petismo. É só História. Ele já fez tudo isso antes.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Mario Alexandre Teixeira
Mario Alexandre Teixeira

O maior problema é deixar a

O maior problema é deixar a escolha na mãos de um juíz.

Pq não se regulamenta que a decisão é do plenário e pronto ?

Pq não se regulamenta prazos para que os processos entrem na pauta e sejam julgados ?

Pq um que chega antes é julgado após o outro que chega bem depois ? Ao menos a AP407 serviu para desnudar essas arbitrariedades.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

JB é um embuste!

p { margin-bottom: 0.25cm; line-height: 120%; }

Quantos brasileiros estão na mesma situação dos condenados da AP 470?

JB revogou seus direitos também?

Claro que não, no Brasil existe 3 (três) Justiças, uma para os ricos, uma para os pobres e o mais novo departamento, uma para os petistas.

Por esse motivo é que o plenário esta tão complacente, somente isso pode explicar, pois em um caso com visibilidade como esse e nenhum dos outros Juizes do STF veio a publico contestar JB ou simplismente para desfilar com sua nova gravata, nem holofote eles querem????

Se alguém não entender, ficar em duvida com alguma coisa eu dou um jeito de desenhar.

.

Seu voto: Nenhum (7 votos)

.

Mudar sozinho uma jurisprudência consolidada há anos por diversos tribunais, juízes e demais autoridades envolvidas nos casos, pessoas competentes e experientes na área, tripudiando assim direitos adquiridos e praticados por mihares de pessoas é um ato bárbaro. Se for levado em conta que tudo é feito unicamente para atingir uma pessoa, Zé Dirceu, além de bárbaro, o fato recebe diversas outras qualidades, entre elas sadismo de potencial criminoso.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Toni

imagem de Orlando Soares Varêda
Orlando Soares Varêda

  Concordo com vosmecê

 

Concordo com vosmecê Toni.

Entretanto, convém relativizar o destrambelho pelo qual passa sua excrescência, digo, sua excelência o juiz Joaquim.

Cabe considerar que sua excrescência, viji, desculpe, sua excelência foi o primeiro a recorrer a um volume morto. Ação que agora é copiada pelo tucano da Opus Dei Alkimin, para bombear lama do Cantareira para o paulistano comer. Naturalmente por ser sólido, diria o tucano, digo, udenista (se bem que se trata da mesma merda) Jânio Quadros.       

No caso em tela, o nosso sábio juiz usa o volume morto cerebral  para incorporar a arredia entidade espiritual do frade Tomás de Torquemada, o santo homem que recomendava aplicar parafusos nos polegares dos heréticos, antes de despachá-los para assar na santa fogueira.

Portanto, meu caro Toni, relativizemos irmão. E, como na Santa Inquisição, você tortura o gajo primeiro, se o cabra resistir, será inocentado perdendo apenas os dedos e os bens matérias, ficando no ponto para adentrar no reino eterno. Amém.

Orlando

Seu voto: Nenhum
imagem de Alexandre Augusto Godinho de Oliveira
Alexandre Augusto Godinho de Oliveira

Paragbéns pelo hilário e

Paragbéns pelo hilário e oportuno texto.

Seu voto: Nenhum

E o que a Justiça faria se

o apenado resolvesse trabalhar em regime de Home-office na cadeia ? 

Como isso seria conseiderado pelos ilustres fazedores / desfazedores de leis?

Afinal, o apenado continua "hospede jurídico oficial do poder público", não saindo da "hospedaria" e o trabalho vindo para ele.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Mariano S Silva
Mariano S Silva

Para ter um "Home office" na

Para ter um "Home office" na cadeia ele teria que dispor de uma conexão de rede externa, entretanto, isto é tudo o que se quer evitar com o José Dirceu. A razão dessa pantomina toda é que ele é um dos estrategistas do PT e a última coisa que a oposição política quer neste momento é o Dirceu ajudando na condução da estratégia política do PT nas eleições. É por isso que Barbosa se manda após as eleições, o máximo de prejuízo já terá sido causado...

Seu voto: Nenhum (1 voto)

As perguntas são: Barbosa

As perguntas são:

Barbosa colocará em pauta o recurso para o plenário?

Os demais ministros terão peito de ir contra a decisão de Barbosa?

Por que ninguém denunciou Barbosa formalmente no senado para abertura de  processo de impeachment?

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de anarquista sério
anarquista sério

Pra primeira pergunta já

Pra primeira pergunta já respondi,pra vc mesmo, ontem.

   Quanto a segunda pergunta: Óbvio que sim.

           E por isso mesmo, como tbm expliquei ontem, irá adiar.

           Daqui 1 mês é férias....

Seu voto: Nenhum

ESCLARECIMENTO

A questão do trabalho para os apenados no regime semiaberto está parecendo discussão de sexo dos anjos, pois os operadores do direito que se envolvem no assunto não explicam o porquê de suas convicções. Por isto vou tentar analisar a questão à luz da LEP-Lei de Execução Penal.

A LEP, nos artigos 36 e 37, dispõe que o apenado em regime fechado tem direito ao trabalho externo, desde que tenha cumprido 1/6 da pena.

Ora, apenado em regime fechado que cumpriu 1/6 da pena, dependendo de seu comportamento na prisão, tem progressão de regime, passando do fechado para o semiaberto. Logo, se o apenado em regime fechado que teve progressão para o semiaberto tem direito ao trabalho externo, o apenado em regime inicial ao semiaberto também tem o mesmo direito ao trabalho externo, sem a obrigação de cumprimento de 1/6 da pena no presídio,  uma vez que, a partir do momento da progressão de regime, ambos se igualam em direitos e deveres.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Mauro Segundo 2
Mauro Segundo 2

Qual a lógica disso tudo ?

Na minha opinião, ele SABE  que o pleno vai mudar isso aí. Ele QUER isso. Ele APOSTA  nisso. Ele JOGA para isso.

A lógica então é ir esticando a corda, esticando, esticaaandoooo....até ela arrebentar e o JB colocar a culpa nos outros: no pleno do STF, na Dilma, no PT, no $%&ˆ($%ˆ

Acho que ele aposta (e quer) o confronto, o bem (ele) contra o mal (todos os outros).

Sabe que vai sair bem na fita, posando de herói, com a classe-média-que-se-julga-bem-informada-mas-é-mal-infomada-o-que-é-pior-que-desinformada o apoiando.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

É pura má-fé

Se ele sabia que ia perder no Pleno, então não foi erro, foi pura MÁ-FÉ.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

É má-fé dele e de todos; aos

É má-fé dele e de todos; aos poucos estão alterando a legislação sem passar pelo legislativo. O STF está se valendo de JB para fazer o que bem entende. E, JD é só um símbolo, como estamos falando desde o início do julgamento. Essa gritaria acerca do trabalho externo é só pq, pela primeira vez, desde o início do julgamento, ficou evidente o que era óbvio. As decisões do STF valerão para todos nós e não só para JD e o PT. Até a Pastoral Carcerária já soltou nota!!!

Seu voto: Nenhum
imagem de Sorano
Sorano

  O problema é que, enquanto

 

O problema é que, enquanto for presidente do STF,  Joaquim Barbosa não levará essas questãos ao plenário. Como presidente do STF, ele é o "dono" da pauta.

Seu voto: Nenhum

Desculpe, mas não consigo

Desculpe, mas não consigo apontar apenas UM ERRO de Joaquim Barbosa. São tantos que já perdi a conta. Alias, nem sei se são realmente "erros".

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Márico Resende dos Santos
Márico Resende dos Santos

Nem dá pra contar os erros

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de PauloBR
PauloBR

Homem...

Quer dizer que no caso do Delúbio, Barbosa agiu ex officio?

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Muito bom o texto do Daniel.

Muito bom o texto do Daniel. A conclusão a que chega com referência a mais uma desse destrambelhado Joaquim Barbosa é a única possível.

Já pensaram esse homem na presidência da República? Anexaria no dia seguinte o Uruguai e declararia guerra à Argentina.

Chega logo novembro, chega logo, para nos vermos livres  desse encosto. 

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.