Meu sequestro

 Difícil mas, daquele dia minha carteira estava cheia de dinheiro, a quantia não era grande mas, o número de dinheiro era grande. Não sentir carteira cair no chão quando o gentil cavalheiro tocou em meu ombro falando que eu deixei cair a carteira. Ele mesmo fez questão que olhasse os documentos para ver se a carteira era minha e se não tivesse faltando nada, estava tudo certo e agradeci o rapaz oferecendo alguma recompensa ou algo assim, ele não aceitou nos cumprimentamos e nos despedimos. Voltei para casa elogiando muito o rapaz, gente fina reconhecemos facilmente. De noite o telefone tocou e foi aquela velha estória

-Alô

-Somos sequestradores e pegamos sua filha, faça o que mandarmos e nada de mal acontecerá à ela

-Peraí! Não vejo nem a Claudinha e nem a Letícia aqui!!!

-A Letícia não sei onde está, mas a Cláudia está aqui comigo e é melhor você fazer o que digo!!!

-Então, acho melhor você ligar para outro que minha única filha Cristina está acabando de sair no banho.

 Aquela voz não me pareceu toda desconhecida porém, o golpe, pelo menos por hora, virou uma piadinha para a família e para os amigos

Noutro dia tive uma sensação de está sendo seguido. Olhei discretamente para trás e para os lados quando olhei para frente aliviado vi dois homens e uma loira, certeza absoluta que era uma loira, quanto aos homens não vi direito que me encapuzaram e me jogaram num porta-malas só vi que me levaram à uma chácara numa cabana bacana disseram-me que eu estava sequestrado, que iam ligar para minha família pedindo resgate e dando um prazo. Eu disse

-Vocês estão cometendo um terrível engano! Sou apenas um assalariado.

-Mas não é sua família que pagará o resgate, é seu sindicato que pagará o regaste, pegaremos o dinheiro, depositaremos na conta do sindicato e até lá faremos sensacionalismo

-Maquiavélicos! Que tipo de pessoas horríveis são vocês?

-Não notou? Somos jornalistas policiais! Defendemos besteiras como leis mais rígidas, redução da menoridade penal e escondemos a informação que a Suécia país de melhor justiça social fechou cinco presídios e passamos por imparciais, sinceros e inteligentes o que não somos

 A primeira quantia pedida de resgate foi de 20 mil reais, minha família respondeu que não tinha essa quantia e mesmo que tivesse não pagaria tão pouco. Os sequestradores ficaram muito furiosos e ligaram quinze minutos depois pedindo 5 mil reais o que minha família continuou achando caro. Na tarde seguinte, quando o regaste já chegando perto dos 50 reais os sequestradores se reuniram e falaram:

-Vamos ter que mata-lo!

-Mas, gastamos em combustível, água e comida com ele vamos gastar em balas de revolver ou fazer força ainda? Melhor libera-lo.

 E foi assim que me tornei mendigo, os meus sequestradores são jornalistas policiais, cronistas esportivos e participantes de realities shows onde o crime compensa.

 Eu e alguns deles tentamos a carreira política, mas só tivermos nossos próprios votos.

5 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Antonio Carlos Silva - RJ

- 2014-05-29 13:28:53

Ano passado minha tia recebeu

Ano passado minha tia recebeu uma ligação com bandidos afirmando que o meu primo estaria num cativeiro, toda nossa familia foi mobilizada (PRINCIPALMENTE A ESPOSA DELE) .

Fizemos buscas na polícia e hospitais . Felizmente conseguimos localizá-lo na casa de uma namorada .

Resultado :

Nós, os familiares mobilizados na busca, fomos para um restaurante comemorar, e ele , o meu primo, perdeu a mulher, a casa, e a guarda do filho . 

LACosta

- 2014-05-29 12:38:22

MInha sogra

Minha sogra recebeu um telefonema, padrão PCC. Tentou negociar e após muitas palavras, promessas de mortes, esquartejamento etc... ela conseguiu que o preço do resgate abaixasse para miseros 100 reais. Antes de ir comprar os famosos créditos telefônicos, com a chegada de um cunhado, resolveram ligar para uma cidadezinha próxima a Alfenas, onde estava a "sequestrada", e descobriram o golpe. A "sequestrada" até hoje não perdoa a sogra por tê-la negociado por 100.

Em compensação a sogra continua "negociando" com as Redes Vida e Canção Nova das esquinas do LCD e se mantém "sequestrada"... gente boa a sogra, mas fazer "ú que"? Tem gente que foi "sequestrado" pela Globo e continua assim desde 64!!!

Bispo da Dama

- 2014-05-29 10:26:51

A recusa da família

Por ser "tão pouco" R$20.000 a família se recusou a pagar? 

Flavio Martinho

- 2014-05-29 02:22:36

Entendi agora. Bastou pensar

Entendi agora. Bastou pensar 5 minutos. Realmente, se continuarmos assistindo a esses programas policiais em que os ganhadores são dois: 1. os bandidos por apecerem na midia gratuitamente como se artisitas fossem; 2. os apresentadores por terem audiencia enorme e consequentemente salarios idem, terminaremos esquizofrênicos e veremos bandidos e situações de perigo em todos os locais. Até mesmo em sonho. Muito bem bolado, Jose Eduardo Moreto.

Flavio Martinho

- 2014-05-29 01:59:54

??????????

??????????

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador