O Telecoteco de Cyro Monteiro e Dilermando Pinheiro

Em 1965/66, Cyro e Dilermando estrearam o show “Telecoteco Opus nº 1”, no Teatro Opinião, idealizado por Sérgio Cabral e escrito por Oduvaldo Vianna Filho e Teresa Aragão. Esse show resultou no excelente disco abaixo. Com Regional do Canhoto, arranjos de Jacob do Badolim e Dino Sete Cordas.

Para aquecer o dia e não deixar a peteca cair, os imbatíveis no ritmo e no humor: Dirlemando e Cyro !

https://www.youtube.com/watch?v=jY-m9-ppnZI

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Fora de Pauta

4 comentários

  1. Sobre Cyro

    Do Cravo Albin

    “Por ocasião das comemorações do seu centenário de nascimento, foi homenageado pelo Instituto Moreira Salles com o show “Sincopando o Cyro”, no qual o cantor e compositor Nei Lopes, acompanhado por Ruy Quaresma, nos arranjos e violão; Samara Líbano, no cavaquinho, Julio Merlino, no sax, e Naife Simões e Betão, na percussão, interpretou diversos sucessos do cantor, tais como “Falsa baiana”, de Geraldo Pereira, “Beija-me”, de Roberto Martins e Mário Rossi, e “Se acaso você chegasse”, de Lupicínio Rodrigues. Na ocasião, assim falou Nei Lopes a respeito do cantor, em reportagem do jornal O Globo:

    “É o sincopado, o deslocamento das tônicas, do tempo forte. Apesar de não ter sido o primeiro nessa linha, ele foi fundamental. E além de ser um  excelente intérprete em termos rítmicos, associou a isso uma enorme simpatia, um charme no canto, vindo de uma pessoa bem-humorada, de bem com a vida”.

    Também em comemoração ao seu centenário, foi tema de reportagem da revista Cariquice, publicação trimestral do Instituto Cultural Cravo Albin. O mesmo local programou uma série de atividades em homenagem ao cantor, entre as quais, visita guiada à exposição sobre o cantor na sede do próprio Instituto.”

  2. Do tempo do lado A, lado B

    Para quem quiser saber mais sobre as musicas do disco:

    Lado A

    Minha Palhoça (J. Cascata)
    Alô João (Cyro Monteiro / Baden Powell)
    Para Me Livrar do Mal (Ismael Silva / Noel Rosa)
    A Mulher Que Eu Gosto (Ciro de Souza / Wilson Batista)
    Volta Para Casa Emília (Antônio Almeida / José Batista)
    Deus Me Perdoe (Humberto Teixeira / Lauro Maia)
    Pedra Que Rolou (Levava Jurando) (Pedro Caetano)
    Lulú de Madame (Paulo Gesta / Augusto Rocha)
    Se Acaso Você Chegasse (Lupicínio Rodrigues / Felisberto Martins)

    Lado B

    Escurinho (Geraldo Pereira)
    A Lalá e a Lelé (Manezinho Araújo / Jaime Brito)
    Madalena (Ari Macedo / Airton Amorim)
    Amei Tanto (Baden Powell / Vinicius de Moraes)
    Eu Queria (Roberto Martins / Mário Rossi)
    Ai Que Saudades da Amélia (Ataulfo Alves / Mário Lago)
    Emília (Haroldo Lobo / Wilson Batista)
    Dora (Dorival Caymmi)
    Marina (Dorival Caymmi)
    Maria Rosa (Antônio Nássara)
    Florisbela (Antônio Nássara / Eratóstenes Frazão)
    Conceição (Dunga / Jair Amorim)
    Clélia (Catulo da Paixão Cearense / Luis Souza)
    Aurora (Roberto Roberti / Mário Lago)
    Eva Querida (Benedito Lacerda / Luis Vassal)
    Isabel (Arlindo Marques Júnior / Roberto Roberti)
    Julieta Julieta (Manezinho Araújo)
    Odete (Herivelto Martins / Dunga)
    Isaura (Herivelto Martins / Roberto Roberti)
    Rosa Morena (Dorival Caymmi)
    Menina Fricote (Henrique Batista / Marília Batista)
    Nos Braços de Isabel (Silvio Caldas / José Judice)
    Formosa (Baden Powell / Vinicius de Moraes)
    Até Amanhã (Noel Rosa)

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome