Olavo de Carvalho parte para o ataque e chama Bolsonaro de “covarde”

Em vídeo, guru do presidente menospreza condecoração recebida, sinaliza rompimento e diz que pode derrubar o atual governo

Olavo de Carvalho xinga Bolsonaro, Luciano Hang, veículos progressistas, e diz que pode derrubar governo. Foto: Reprodução/YouTube

Jornal GGN – O escritor e astrólogo Olavo de Carvalho, guru do presidente Jair Bolsonaro, começou a indicar que está abandonando o barco do atual governo.

Em vídeo divulgado no YouTube, Olavo manda o presidente “enfiar a condecoração” que recebeu e reclama que não foi defendido nas redes após receber uma série de ataques.

“O gabinete do ódio foi inventado contra mim e não contra Bolsonaro”, diz. A seguir, ele pergunta, furioso: “O que este Bolsonaro fez pra me defender? Chega lá e me dá uma condecoraçãozinha. Enfia a condecoração no seu cu. Se você não é capaz de me defender contra essa gente toda, eu não quero a tua amizade”, diz.

“Não quero mais saber. Você não está agindo contra os bandidos. Você presencia o crime em flagrante e não faz nada contra eles. Isso se chama prevaricação. Quer levar um processo de prevaricação de minha parte? Se esse pessoal não consegue derrubar o seu governo, eu derrubo. Continue covarde e eu derrubo essa merda de governo aconselhado por generais covardes ou vendidos.”

Em meio à críticas a influenciadores digitais, veículos progressistas, Olavo fala até mesmo do empresário e bolsonarista Luciano Hang: “Esse seu Havan vem aqui dizer: ‘ah, vou ajudar’. Vai ajudar o caralho, você vai comprar aviãozinho e se vestir de Zé Carioca, você é um palhaço. Isso que você é, eles têm toda razão. É por causa de empresário como você que o Brasil tá nessa merda. Gente que não tem cultura e não gosta de quem tem”.

Por fim, o guru do clã Bolsonaro apela para o esquema presidencial. “Então o que que tem que fazer, você quer me ajudar? Podia ter processado esses filhos das putas há dez anos. Esperou que eles me processassem, agora decidiram agir, sempre tardiamente. Tá fazendo o serviço tarde e porcamente. Mas querem fazer alguma coisa, então é o seguinte, vocês têm que se juntarem entre si (Sic), vocês têm que começar a pesquisar os crimes que foram cometidos contra mim. (…) Quantos assessores você acha que eu tenho? Não tenho nenhum na verdade. Tenho lá uma pessoa amiga que às vezes vem aqui e me ajuda um pouco. É isso (…) Agora o presidente não tem assessores pra fazer isso? Quantos crimes contra o Olavo você investigou, seu Bolsonaro? Nenhum, você nem se interessou”.

Confira a íntegra do vídeo abaixo:

(com informações da revista Fórum)

 

Leia Também
Manifestações pela democracia vão ocorrer no Largo da Batata
Sergio Moro tenta ligar imagem a movimentos pró-democracia
A vida pregressa de Sergio Moro: saiba como ajudar o projeto do GGN

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora