OMS declara surto de coronavírus como emergência de saúde global

Casos confirmados passam de 7,8 mil, com 170 mortos; decisão foi tomada após reunião de mais de sete horas

Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS. Foto: Reprodução - Denis Balibouse/Reuters

Jornal GGN – A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o surto do novo coronavírus uma emergência de saúde pública internacional, após reunião de mais de sete horas realizada em Genebra. O vírus foi identificado pela primeira vez na China, em dezembro de 2019, e mais de 7,8 mil pessoas foram contaminadas, das quais 170 morreram.

O comitê de emergência da OMS se encontrou duas vezes na última semana, mas na ocasião se considerou “muito cedo” para decretar alerta global, pois o surto ainda estava muito localizado e não representava uma ameaça internacional.

Porém, o quadro se deteriorou na última semana: embora mais de 98% dos casos tenham sido registrados na China, já são 18 países com registros da infecção – sendo que na Alemanha, Japão, Vietnã e Estados Unidos, o vírus contaminou pessoas que não estiveram em território chinês, em um sinal de transmissão interna, o que aumenta o risco de contaminação global.

Segundo informações do jornal O Estado de São Paulo, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, afirmou em entrevista coletiva que se faz necessária uma ação coordenada entre os países, embora o número de casos registrados (98 registros) seja pequeno em relação ao que está acontecendo na China.

O Regulamento Sanitário Internacional da OMS, que envolve 196 países, define uma emergência de saúde pública de interesse internacional como um evento que constitui um risco para outros Estados “por meio da disseminação internacional de doenças e por potencialmente exigir uma resposta internacional coordenada”.

Leia também:  Prepare-se para ser infectado pelo coronavírus, diz OMS a todos os países

Esta é a sexta vez que o status de emergência internacional é declarado: a primeira vez foi durante o surto de gripe H1N1, em 2009, além das emergências relacionadas às epidemias de poliomielite (2014), zika (2016) e Ebola (duas vezes, em 2014 e 2019).

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

8 comentários

  1. SUSPEITA DE QUALQUER SER HUMANO PENSANTE COM UM MÍNIMO DE INFORMAÇÃO SOBRE GEOPOLÍTICA

    Celso Augusto Schröder
    Ontem às 16:01 ·
    Nilson Lage verbalizou a suspeita de qualquer ser humano pensante com um mínimo de informação sobre geopolítica: pode não ser, mas pode ser que o coronavírus que atinge e prejudica a China e influencia a economia europeia seja fruto afinal da guerra biológica que é muito mais do que contaminar este ou aquele político. Lage tem razão, não seria exatamente um absurdo um país que jogou duas bombas atômicas sobre população civil no final da guerra mundial e com o Japão já de joelhos provocar agora uma epidemia que revertesse ou tentasse reverter o momento desfavorável da economia norte-americana. Teoria conspiratória com Trump ou Bolsonaro? Tudo é possível com estes dois.

    Nilson Lage
    Ontem às 15:49 ·
    É cedo para palpitar sobre os efeitos do coronavirus que se espalha na China sobre a economia mundial. Até agora, as bolsas do Ocidente não apresentam a reação esperada.
    A primeira grande economia a ser atingida é, obviamente, a da China.
    Acuados como estão, os Estados Unidos, fonte primária da guerra fria, da atual guerra híbrida e único país do mundo que teve a coragem de lançar duas bombas atômicas contra populações civis, surgem como suspeitos, embora ninguém ouse formular a acusação.
    A verdade é que estamos sendo empurrados para um universo de ódio e medo em que a guerra biológica é real possibilidade.

  2. Apesar do alarmismo da mídia Ocidental e das milhões de “fake news” disseminadas no Ocidente, a taxa de mortalidade do surto epidêmico do atual novo coronavírus (2,2%) é bem menor do que os anteriores. A MERS (outro coronavírus), que atingiu o Oriente Médio em 2012, teve uma taxa de 9,5% e a SARS (causado igualmente por um terceiro coronavírus), que grassou na China em 2003 atingiu uma taxa de mortalidade em torno de 20% (talvez mais). Enquanto isso a China constrói dois hospitais para conter o surto, uma estratégia que foi exitosa em 2003 com a SARS:

    https://youtu.be/22RkQcQDflw

  3. Esse coronavirus… não sei não. Hoje em dia não parece ser muito difícil produzir um virus em laboratório e jogá-lo contra os que atrapalham os negócios de… de quem?

  4. Da WHO-World Health Organization—em inglês tradutor online google
    Representantes do Ministério da Saúde da República Popular da China relataram a situação atual e as medidas de saúde pública que estão sendo tomadas. Atualmente, existem 7711 casos confirmados e 12167 suspeitos em todo o país. Dos casos confirmados, 1370 são graves e 170 pessoas morreram. 124 pessoas se recuperaram e receberam alta do hospital.

    O Secretariado da OMS forneceu uma visão geral da situação em outros países. Atualmente, existem 83 casos em 18 países. Destes, apenas 7 não tinham histórico de viagens na China. Houve transmissão homem a homem em 3 países fora da China. Um desses casos é grave e não houve mortes.

    Em sua primeira reunião, o Comitê expressou opiniões divergentes sobre se esse evento constitui um PHEIC ou não. Naquele momento, o conselho foi que o evento não constituía um PHEIC, mas os membros do Comitê concordaram com a urgência da situação e sugeriram que o Comitê continuasse sua reunião no dia seguinte, quando chegasse à mesma conclusão.

    Esta segunda reunião ocorre em vista de aumentos significativos no número de casos e de países adicionais que relatam casos confirmados.——–

    ——-Representatives of the Ministry of Health of the People’s Republic of China reported on the current situation and the public health measures being taken. There are now 7711 confirmed and 12167 suspected cases throughout the country. Of the confirmed cases, 1370 are severe and 170 people have died. 124 people have recovered and been discharged from hospital.

    The WHO Secretariat provided an overview of the situation in other countries. There are now 83 cases in 18 countries. Of these, only 7 had no history of travel in China. There has been human-to-human transmission in 3 countries outside China. One of these cases is severe and there have been no deaths.

    At its first meeting, the Committee expressed divergent views on whether this event constitutes a PHEIC or not. At that time, the advice was that the event did not constitute a PHEIC, but theCommittee members agreed on the urgency of the situation and suggested that the Committee should continue its meeting on the next day, when it reached the same conclusion.

    This second meeting takes place in view of significant increases in numbers of cases and additional countries reporting confirmed cases.

    URL.:
    https://www.who.int/news-room/detail/30-01-2020-statement-on-the-second-meeting-of-the-international-health-regulations-(2005)-emergency-committee-regarding-the-outbreak-of-novel-coronavirus-(2019-ncov)

  5. Da National Health Commission of the PRC em inglês(tradutor online google)
    Também em 29 de janeiro, 131 pacientes ficaram gravemente doentes e 21 pessoas receberam alta do hospital após a recuperação.
    Um total de 88.693 contatos próximos foi localizado, informou a comissão, acrescentando que, entre eles, 2.364 foram dispensados ​​de observação médica em 29 de janeiro, com 81.947 outros ainda sob observação médica.
    No final de 29 de janeiro, 10 casos confirmados haviam sido relatados na Região Administrativa Especial de Hong Kong, sete na Região Administrativa Especial de Macau e oito em Taiwan

    A total of 88,693 close contacts had been traced, the commission said, adding that among them, 2,364 were discharged from medical observation on Jan 29, with 81,947 others still under medical observation.

    By the end of Jan 29, 10 confirmed cases had been reported in Hong Kong Special Administrative Region, seven in Macao Special Administrative Region and eight in Taiwan.

    URL.:
    http://en.nhc.gov.cn/2020-01/30/c_76048.htm

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome