ONS atribui à instabilidade do sistema corte de energia

O ONS (Operador Nacional do Sistema) publicou nota nesta segunda-feira (17) informando que a falha no sistema interligado que atingiu municípios do Acre, Mato Grosso, Minas Gerais, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro ocorreu por conta de instabilidade gerada pelo desligamento das turbinas na usina de Itumbiara , localizada no rio Paranaíba, entre os estados de Goiás e Minas Gerais.

De acordo com a nota emitida pelo órgão, as unidades estavam gerando abaixo de sua potência nominal, com uma perda total de 1180 MW. Além do desligamento de Itumbiara, o ONS também desligou algumas usinas termelétricas, em um montante de 3000 MW. O operador afirmou que ainda investigará as razões do ocorrido. Ao menos 3,4 milhões de pessoas ficaram sem luz entre o final da tarde e o início da noite do último sábado (15).

Leia a nota da ONS na íntegra: http://www.ons.org.br/download/sala_imprensa/Nota_Imprensa_17122012.pdf

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Xadrez dos desgastes sucessivos de Bolsonaro, por Luis Nassif

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome