Operação fakenews mira o coração do bolsonarismo, por Luis Nassif

A análise dos celulares e computadores permitirá reconstituir mensagens do próprio Bolsonaro e dos filhos.

A operação da Polícia Federal contra os fakenews mirou o coração do bolsonarismo. Hoje em dia, a manifestação mais expressiva do movimento são as quadrilhas virtuais. Cometem assassinatos de reputação contra adversários, contra ministros de Bolsonaro. Através dessas redes articulam-se manifestações públicas e, provavelmente, organizam-se as milícias reais, estimuladas pelas declarações de Bolsonaro e pela liberação das armas.

A análise dos celulares e computadores permitirá reconstituir mensagens do próprio Bolsonaro e dos filhos.

A operação mostrou uma ação articulada do Supremo Tribunal Federal, com Celso de Mello e Alexandre de Moraes atuando em pinça. Ao liberar o vídeo da reunião ministerial, Mello escancarou as ameaças contra o STF. Escancarando, deu o álibi para a operação de Alexandre de Moraes contra os mais notórios alimentadores de fakenews.

Mais. O inquérito do STF é visto como inconstitucional em vários pontos. O presidente da corte, Dias Toffolli, abriu o inquérito de ofício, sem ser provocado, entregou a relatoria a Alexandre Moraes, sem sorteio, e passou a funcionar como inquérito guarda-chuva sob o comando direto do STF, sem participação do Ministério Público. Pode o STF recorrer a instrumentos jurídicos em sua própria defesa. Mas a legislação não prevê a figura do inquérito guarda-chuva, embaixo do qual pode-se colocar qualquer denúncia.

Mesmo assim, as ameaças de Bolsonaro à democracia, e o aumento das agressões ao Supremo, inspiraram uma aliança inédita entre todos os Ministros do Supremo e ação combinada entre Celso de Mello e Alexandre de Moraes. Ontem, o próprio Luis Roberto Barroso, no discurso de posse no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ressaltou os riscos representados pelas fakenews.

Ao liberar o vídeo da reunião ministerial, Celso de Mello permitiu a exposição clara das ameaças saindo dos intestinos do governo, através do Ministro da Educação Abraham Weintraub.  E forneceu o álibi para a operação das fakenews, no dia seguinte à investida da Polícia Federal sobre o governador Wilson Witzel, do Rio de Janeiro

É mais um inquérito que irá bater direto no mais alucinado dos filhos de Bolsonaro, Carlos, comandante em chefe do Gabinete do Ódio e pautador maior do bolsonarismo.

Esses ataques não pouparam Ministros do próprio governo, Ministros do STF, qualquer forma de crítica a Bolsonaro. A análise dos computadores permitirá mapear as milícias reais, os grupos bolsonaristas que estão se armando, sob inspiração do Presidente e seus filhos.

Mesmo que os inquéritos específicos sobre fakenews não prosperem, a análise dos equipamentos dos milicianos permitirá mapear crimes muito mais graves.

 

22 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Jorge Dellás OLivas

- 2020-05-29 02:16:38

Ah para me poupe! Os caras estão em ação desde o período eleitoral, ganharam a eleição dessa forma e partiram pra criar massa crítica articuladíssima. Só que agora parece que deu ruim, rsrsrs, mas inocente útil não tem mesmo.

VALDIR CARRASCO

- 2020-05-28 15:35:25

Breve comentário quanto ao primeiro comentário desta sequência, assinado por Idiro I: Mas o que é isso, Idiro, você tem coragem de ter amigos naquele antro de idiotas? Já declarou que sim, mas saiba que cortei qualquer tipo de amizade ou até mesmo de parentesco com IGNORANTES, HIPÓCRITAS E CAFAJESTES, EMBORA A MAIORIA SEJA AS 3 COISAS AO MESMO TEMPO. Não vale a pena ter amigos desse naipe. A essa raça dedico apenas o desdobramento do meu sobrenome: precisam ser eliminados.

Yone

- 2020-05-28 08:39:50

Resta saber se eles virão à tona.

Leo Bahia

- 2020-05-28 01:11:55

Viram ai Carmem e Fachin os monstros que vocês criaram ? Não se pode esquecer que Fachin e Carmem Lucia realizaram uma clara armação no caso Lula. Fachin colocou o HC do Lula no plenário e não na Turma, pois sabia que na Turma Lula venceria. Mas justifica na decisão para o Plenário na necessidade da análise das ADCs. Por sua vez, Carmem Lucia passa na frente da ação das ADCs (que atendiam a todos) e pauta o H.C do Lula por ser um caso específico e assim fazer pressão enorme na combalida Rosa Weber. Numa decisão monstruosa, a ministra Rosa adotou o voto da maioria apesar de ter posição contrária, mas a maioria só foi formada com seu voto. Escolheu um critério que usava na Turma, enquanto estava no Plenário. Isso somado ao impeachment implodiram as nossas instituições.

Olyrio Izoton

- 2020-05-27 21:52:52

O STF estava que nem o hino nacional "deitado eternamente em berço explêndido" agora despertou porque o acordaram aos ponta pés. Espero ação deste Supremo, não apenas por palavras, mas, com processos, prisões e desmantelamento da quadrilha que usurpou o comando do país.

André

- 2020-05-27 19:28:40

Se ele, governo, "aparelhou" todo os responsáveis pelas apurações necessárias, sobre os crimes cometidos, desde antes das eleições, como fica a questão dos freios e contrapesos, tão necessários para a democracia. Precisamos mudar alguma lei, para evitar estes problemas.

Jeferson

- 2020-05-27 18:22:59

Os que eu conheço são totalmente ignirantes em questões políticas. Ainda não conheci nenhum com um mínimo de conhecimentos gerais, só repetem o lero lero do Bolsonaro.

Eduardo

- 2020-05-27 17:18:58

Jordan, pra que copiar o que está no post ?

CST command

- 2020-05-27 15:47:21

Um confronto entre o STF e o MPF parece estar se formando. E também me parece que Toffoli mostrou covardia e, conhecendo o massacre iminente, decidiu sair temporariamente do jogo e aguardar o final do período perigoso, refugiando-se em um hospital (mesmo com testes negativos para o coronavírus).

Maurício

- 2020-05-27 15:37:19

Sim, existem esses voluntários na ponta do esquema, mas a base é sim uma organização criminosa, muito bem articulada e financiada com dinheiro ilícito.

+almeida

- 2020-05-27 15:35:46

É provável que comece rachas na PF, nas FA, no Judiciário, no Senado, etc... O Brasil irá rachar e a tendência será para o seu bem porque a grande maioria da população, hoje, é contra o governo e tudo o que ele fez fazendo errado, sem medir consequências.

fabricio coyote

- 2020-05-27 15:29:28

(bananinha, o chicotinho queimado tá ficando quente) e agora: https://g1.globo.com/politica/blog/andreia-sadi/post/2020/05/27/aras-pede-a-fachin-para-suspender-tramitacao-do-inquerito-das-fakenews.ghtml pode pedir a suspensão (ou arquivamento). mas a decisão não se vincula ao parecer. para a denúncia (libelo + decisão de deferimento) o titular é o mp. ou será tudo por impulso (tecnocrata) oficial? pergunta de um peão que leu Brecth, Francesco Carnelluti (http://www.mpsp.mp.br/portal/page/portal/documentacao_e_divulgacao/doc_biblioteca/bibli_servicos_produtos/bibli_boletim/bibli_bol_2015/Bol16_01.pdf) e Stanislavski (https://bibliotronicaportuguesa.pt/livro/a-preparacao-do-actor-konstantin-stanislavsky/)

Jordan Fabrício Martins

- 2020-05-27 15:04:09

Bom comentário.

Rui Ribeiro

- 2020-05-27 14:08:04

Como a Garota da fotografia que ilustra esse artigo adora armas. Zentem!

peregrino

- 2020-05-27 13:53:03

Quando a ameaça passa a ser diretamente à sociedade, tudo é válido para se desmembrar... casos em que a busca e apreensão deixa de ser considerada "positiva", quando o que se procura passa a não ter nada a ver com a investigação

AMORAIZA

- 2020-05-27 13:51:04

A bem orquestrada operação fakenews vem demonstrar que quando as instituições querem elas fazem acontecer. O STF acordou e finalmente resolveu mostrar que não é o cachorro morto que o governo vive chutando, e a oportunidade de resolver as crises sucessivas desse governo desastroso de uma vez, se apresenta. O inquérito das fakenews, ainda que tenha origem irregular e seja passível de nulidade vai, antes de tudo, constituir um fato notório, aquele que poderá ser a essência das razões inegáveis que vão justificar a cassação da chapa mourão/bozo, extirpando de uma vez essa chaga do organismo político nacional. Destaque para a figura patética do bozinho, o serial killer super armado que, assim como o cão que ilustra a sua camiseta, está cagando de medo.

Paulo Henrique

- 2020-05-27 12:49:58

Tomara! É preciso dar um basta a este horror que estamos vivendo

Jordan Fabrício Martins

- 2020-05-27 12:12:52

Então, os fins justificam os meios... "O inquérito do STF é visto como inconstitucional em vários pontos. O presidente da corte, Dias Toffolli, abriu o inquérito de ofício, sem ser provocado, entregou a relatoria a Alexandre Moraes, sem sorteio, e passou a funcionar como inquérito guarda-chuva sob o comando direto do STF, sem participação do Ministério Público. Pode o STF recorrer a instrumentos jurídicos em sua própria defesa. Mas a legislação não prevê a figura do inquérito guarda-chuva, embaixo do qual pode-se colocar qualquer denúncia. "Mesmo assim, as ameaças de Bolsonaro à democracia, e o aumento das agressões ao Supremo, inspiraram uma aliança inédita entre todos os Ministros do Supremo e ação combinada entre Celso de Mello e Alexandre de Moraes. Ontem, o próprio Luis Roberto Barroso, no discurso de posse no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ressaltou os riscos representados pelas fakenews."

joel lima

- 2020-05-27 11:53:50

Em 2016, o STF agiu como aquele uma pessoa que faz de tudo para colocar fogo na casa de Fulano - no caso PT-Lula - pra ajudar Beltrano, seu aliado , no caso os tucanos. Não por acaso, quem iniciou a caçada humana contra Lula e que terminou com a prisão dele foi Gilmar Mendes, ao proibi-lo de tomar posse como ministro da casa civil . Só que o fogo não destruiu a casa do PT-Lula, apesar de deixá-la bem chamuscada, e um vento fez esse fogo ir contra a casa tucana e deixá-la em cinzas. E agora esse fogo ameaça a casa do incendiário. E ele fará de tudo pra que sua casa não vire cinzas, até mesmo agir dentro da lei.

fabricio coyote

- 2020-05-27 11:31:54

P.S.: o Nassif tem publicado quando toffoli desanca um servidor publico federal, da receita, salvo engano, numa palestra. sem qualquer decoro: https://oglobo.globo.com/brasil/noblat/posts/2012/08/11/dias-toffoli-ministro-do-stf-me-agride-com-palavroes-baixarias-459803.asp (censurado pelas organizações globo) https://www.youtube.com/watch?v=cvyLfkZs-jo&feature=youtu.be https://oglobo.globo.com/brasil/noblat/posts/2012/08/13/quando-falta-decoro-toga-por-ricardo-noblat-460043.asp (idem) http://www.observatoriodaimprensa.com.br/feitos-desfeitas/baixaria_em_brasilia/

- 2020-05-27 11:11:47

Honestamente eu não acho que exista uma "milícia digital" da forma como foi exposto, como se existisse um comando ou coisa assim. A mim mais me parece uma coisa coletiva, uma causa social ou coisa assim. Tenho amigos que não ganham 1 centavo e são soldados do bolsonarismo. Trabalham de graça até tarde da noite nas redes sociais, se for preciso, em nome da "causa". Ninguém os convocou - apresentaram-se expontaneamente e estão apostos. Não duvido que o próprio Carlos seja quem é por acreditar realmente na causa. É uma espécie de histeria coletiva. São pessoas capazes de arriscar sua carreira (como provavelmente fez aquele juiz), arriscar suas vidas e expor seus pais idosos diabéticos e hipertensos ao covid-19, tudo em nome da causa, pra ajudar o Mito. E não pense que não amam a si próprios e a seus pais não - amam e muito! É que a "causa" supera tudo isso. Não pensem que são ignorantes, iletrados. Não! Têm muitas vezes formaçao cultural de dar inveja, conhecem a história do mundo, falam várias linguas. É um troço assustador.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador