Oposição ganha comando da Câmara dos Deputados

Ao todo, sete parlamentares formam a Mesa Diretora. Três dessas vagas foram destinadas aos apoiadores de Lira e outras três serão ocupados por opositores do PT e PSDB

Líder do centrão na Câmara dos Deputados e apoiado de Jair Bolsonaro (sem partido), Arthur Lira (PP-AL). | Foto: Câmara dos Deputados

Jornal GGN – A nova Mesa Diretora da Câmara dos Deputados foi formada nesta quarta-feira, 3, após votação secreta dos deputados federais. Ao contrário do que espera o novo presidente da Casa, deputado Arthur Lira (PP-AL), parte dos cargos de comando foram destinados à oposição.

Ao todo, sete parlamentares formam a Mesa Diretora – incluindo o presidente. Três dessas vagas foram destinadas aos apoiadores de Lira, líder do centrão e aliado de Jair Bolsonaro (sem partido). Já os outros três cargos serão ocupados por opositores do PT e PSDB, além de Luciano Bivar (PSL-PE).

A votação ocorreu após Lira tentar excluir os adversários dos postos de comando, por meio de ato autoritário. Pressionado, o novo líder do Legislativo cedeu os cargos na mesa para o PT e para o PSDB.

O colegiado, responsável por todas as decisões administrativas da Casa, conta com duas vice-presidências e quatro secretarias.

A vice-presidência da Câmara ficou com Marcelo Ramos (PL-AM). A segunda-vice com André de Paula (PSD-PE) e a quarta-secretaria com Rosângela Gomes (Republicanos-RJ). todos aliados de Lira.

Já a primeira-secretaria (que é uma espécie de prefeitura da Câmara) será ocupada por Bivar, a segunda por Marília Arraes (PT-PE) e a terceira secretaria ficará com Rose Modesto (PSDB-MS).

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora