3 comentários

  1. Aiaiai, a parte das forças armadas que mais gosto são suas bandas…respeito demais estes músicos. Mas isso está longe de “flash mob”. Parece ter sido gravado à noite e com pouco movimento. Virou uma PROPAGANDA…bem melancólica. Fiquei com PENA dos participantes.

  2. Bajulação de milico! Servem para o que mais, além disso? Não fazem chongas, são uns come-e-dorme. Depois de tudo o que os governos do PT fizeram por eles (capacitação, armamentos etc.), são uns frouxos, não têm a mínima condição de enfrentamento, mesmo contra países da América do Sul. São uns covardes, que buscam a justificativa para ainda existirem na ficção do inimigo interno. Esta é a única razão para a existência dessa tropa mequetrefe, covarde, e que, nesse ritmo, vai se tornar num bando de traficantes.. Chega de bajular essa horda! Chega de capachice pelos fardados!

  3. Para os que ainda acreditam num alto comando “profissional”, “responsável” e outras bobagens do gênero, sempre é bom lembrar a nota de ontem, 25-10-2019, no Estadão:

    “Alto-Comando militar frustrado com a ministra Rosa Weber”.
    “O voto de Rosa Weber caiu mal no Alto-Comando do exército, reunido esta semana em Brasília. Generais se surpreenderam com a ministra do Supremo que analisa a prisão em segunda instância”.
    “O momento, avaliam os fardados, não poderia ser pior. Com países vizinhos em convulsão social, o temor é deixar espaços para a reorganização das esquerdas”.

    Cadê o “profissionalismo”? Uma chusma de cretinos direitistas que só penda no interesse próprio e, para satisfazê-lo, não hesitam em usar meios que lhes são atribuídos e sustentados justamente pelos prejudicados: o povo, a imensa maioria que é implacavelmente reprimida e assassinada.

    Fora milicos!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome