Os riscos para a saúde ao respirar a fumaça de incêndio

O maior risco para a saúde é de partículas ultrafinas que podem ser inaladas profundamente nos pulmões

Jornal GGN – A costa oeste dos Estados Unidos está em chamas. O tempo seco tem alimentado as queimadas em cidades na região da Califórnia há semanas. Já no Brasil, as queimadas se concentram no centro-oeste, sendo que o Pantanal já perdeu 3 milhões de hectares e as autoridades investigam se os incêndios são de autoria criminosa.

Qual o risco para a saúde de quem vive nessas regiões? Um artigo no site estrangeiro Medical Xpress, sobre a situação dos Estados Unidos, ajuda a elucidar as dúvidas.

Do Medical Xpress

Respirar para os residentes da costa oeste dos Estados Unidos está se tornando cada vez mais difícil à medida que os incêndios florestais continuam a se espalhar por grandes porções de vários estados, de acordo com reportagens.

“Por causa do vento forte nas áreas envolvidas, a exposição à fumaça de incêndio pode ocorrer até mesmo se um indivíduo estiver localizado a centenas de quilômetros de distância do incêndio real”, disse o pneumologista Dr. Clayton Cowl, presidente da Divisão de Prevenção Ocupacional da Clínica Mayo and Aerospace Medicine.

Embora a fumaça do incêndio contenha uma série de irritantes respiratórios, como partículas , hidrocarbonetos e outros produtos químicos orgânicos , Cowl diz que provavelmente o maior risco para a saúde é de partículas ultrafinas que podem ser inaladas profundamente nos pulmões.

Ele acrescenta que, infelizmente, o uso de uma máscara anti-pó de papel padrão, embora provavelmente seja melhor do que nada, realmente não protege totalmente o trato respiratório da maioria das partículas que se propagam pelo ar.

Leia também:  Onças com patas queimadas e animais carbonizados "são a imagem do Brasil sob Bolsonaro"

Essas partículas podem criar congestão nasal e causar ardência e queimaduras nos olhos, mas também podem agravar o estado respiratório de pessoas com doenças cardíacas e pulmonares crônicas.

“As populações mais vulneráveis incluem idosos, crianças, mulheres grávidas e pessoas com doenças pulmonares ou cardíacas crônicas”, disse o Dr. Arveen Bhasin, um alergista da Mayo Clinic. “Os sintomas comuns incluem tosse, respiração ofegante, dificuldade para respirar, dor no peito, olhos irritados, espirros e garganta inflamada.”

Todos os tipos de inalação de fumaça, de cigarros a fogueiras, têm um denominador comum, de acordo com o Dr. Cowl: Você está respirando o ar de produtos combustíveis. Ele diz que os incêndios florestais consomem vegetação, casas, estruturas de construção com plásticos e outros produtos que liberam milhares de produtos químicos transportados pelo ar. “Alguns desses produtos químicos são extremamente tóxicos, como óxidos de nitrogênio, monóxido de carbono e compostos à base de cloro”, diz o Dr. Cowl.

O Dr. Bhasin recomenda que as pessoas fiquem em casa, mantendo as janelas e portas fechadas, tanto em casa quanto no carro. “Ligue o ar condicionado para recircular o ar limpo e evite fumaça ou vapor de cigarro”, diz o Dr. Bhasin. “Não queime nada em casa, incluindo lenha, fogões a gás ou velas.”

O Dr. Cowl concorda e diz que purificadores de ar podem ser considerados, assim como proteção respiratória pessoal. Ele diz que o melhor tipo de purificador de ar é aquele com filtro de partículas de alta eficiência. “O uso de ozônio ou purificadores de ar iônicos não são normalmente sugeridos para proteção contra fumaça de incêndio florestal, uma vez que fornecem proteção mínima contra as partículas muito pequenas liberadas, chamadas de partículas ultrafinas de menos de 0,3 mícron de diâmetro”, disse o Dr. Cowl.

O Dr. Bhasin lembra às pessoas que é importante tomar os medicamentos prescritos e ter recargas disponíveis.

Leia também:  Delator diz que contratos eram "legais", mas Lava Jato muda a delação

Fique de olho nos relatórios locais de qualidade do ar e, se você ou alguém que você conhece estiver apresentando sintomas, é importante procurar atendimento médico.

“Manter a hidratação oral adequada com água potável e outros líquidos também é importante para preservar a função dos cílios, as células microscópicas semelhantes a vassouras nas vias aéreas que ajudam a varrer os contaminantes particulados inalados do ambiente”, acrescenta o Dr. Cowl.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome