Para Piñera, governos e entidades do exterior afetaram manifestações no Chile

Pronunciamento trouxe uma série de críticas ao presidente; população local segue reivindicando melhores serviços sociais

Jornal GGN – O presidente do Chile, Sebastián Piñera, voltou a defender a tese de que uma intervenção de governos e instituições estrangeiras foi responsável pela eclosão de manifestações pelo país desde 18 de outubro pedindo a melhora dos serviços sociais.

Segundo informações do jornal El Pais, o presidente chileno disse em entrevista à CNN em Español que houve uma grande campanha de notícias falsas “para criar uma sensação de desordem e de uma crise total (…) e nisso houve, sem dúvida, participação de Governos e instituições estrangeiras”.

Como exemplo, Piñera citou vídeos ligados a violações de direitos humanos “divulgados profusamente nos meios de comunicação chilenos e também estrangeiros”, mas que, segundo ele, “não correspondem à realidade”.

Uma parte da entrevista do presidente chileno foi transmitida em 15 de dezembro, mas a íntegra foi ao ar no último dia 22 e foi alvo de grande repercussão. Enquanto os críticos afirmaram que Piñera relativizou as violações de direitos humanos durante as manifestações, ao passo que o procurador-geral Jorge Abott disse que o Ministério Público não encontrou situações como as denunciadas pelo presidente sobre vídeos gravados fora do Chile.

A pressão sobre Piñera foi tanta que, na última quinta, o presidente fez um vídeo onde explicou suas declarações:  “Ao me referir a certas fake news numa entrevista à CNN, não me expressei em forma suficientemente precisa, provocando interpretações que não representam meu pensamento”, afirmou.

Os excessos policiais no Chile durante os protestos foram alvo de denúncias por vários organismos internacionais, como a ONG Human Rights Watch (HRW) e o Alto Comissariado de Direitos Humanos das Nações Unidas.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Clipping do dia

1 comentário

  1. É da turma do Bolsonaro, fala e depois diz que não era aquilo que queria dizer…turma do patropi, sei lá entendi!!!
    PICARETAS!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome