PGR acusa youtubers bolsonaristas de usarem polarização para lucrar

Vídeos que contavam com presença do presidente eram especialmente mais lucrativos, segundo Procuradoria-Geral da República

Foto Jose Cruz/ Agencia Brasil

Jornal GGN – Sites bolsonaristas são acusados de lucrarem com a promoção da polarização política, segundo apuração da Procuradoria-Geral da República.

Segundo documento divulgado pelo jornal Correio Braziliense, canais do YouTube usam mensagens apelativas para atrair espectadores, e precisam subir o tom a cada publicação, ressaltando que os vídeos que contavam com a participação do presidente Jair Bolsonaro eram especialmente mais lucrativos.

De acordo com o PGR, a especialidade desses canais é criar um panorama de “amigo-inimigo”, que tem, segundo o texto, repercussões posteriores “na vida real”, alimentando assim toda a cadeia e a obtenção de lucro. Parte dessa repercussão é justamente as diversas manifestações antidemocráticas.

Um exemplo usado pela PGR envolve o canal Folha Política. “Para que se tenha uma dimensão dos volumes envolvidos nesse mercado, um relatório de uma empresa especializada em análises estatísticas de páginas do YouTube dá conta de que as 829 mil visualizações obtidas com o vídeo da ‘live’ que o presidente gravou em 3 de maio na frente do Palácio do Planalto podem ter gerado um lucro entre 6 mil e 11 mil dólares para o administrador do canal “Folha Política”, que tem 1,8 milhões de inscritos”.

 

Leia Também
Em meio à crise, Bolsonaro tenta se blindar contra impeachment
TSE arquiva uma das ações para cassar Bolsonaro
Relator de processo contra Eduardo filho agradece verbas de Bolsonaro em vídeo
Do Banestado à Lava Jato: o passado de Sergio Moro

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Duas frentes contra Bolsonaro, por Ricardo Cappelli

1 comentário

  1. Não existe o crime de “polarizar a política”. Será que a esquerda é tão burra ao ponto de não perceber que isso é a absoluta supressão dos direitos democráticos, que esse tipo de expediente será utilizado de forma dez vezes pior contra a esquerda?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome