PGR envia para primeira instância caso sobre ameaças de Sara Winter ao STF

Jornal GGN – Alvo do inquérito das fake news, a ativista de extrema-direita e apoiadora de Bolsonaro, Sara Winter, deve ser julgada na primeira instância sobre ataques contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. 

A Procuradoria-Geral da República enviou nesta-sexta-feira, 29 de maio, o caso ao Ministério Público Federal no Distrito Federal. Segundo informações de o Globo, o procurador Frederick Lustosa de Melo deve decidir sobre as acusações. 

Foi o próprio ministro Alexandre de Moraes que pediu ao procurador-geral da República, Augusto Aras, que “tomasse providências cabíveis em relação aos ataques de Sara Winter”.

Após ser alvo de operação da Polícia Federal, na última quarta-feira, no inquérito das fake news, Winter gravou vídeo ameaçando Moraes, relator do processo na Corte. 

“Pois você me aguarde, Alexandre de Moraes, o senhor nunca mais vai ter paz na vida. Hoje, o senhor tomou a pior decisão da vida do senhor”, disse a ativista de Bolsonaro. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora