Por voto impresso, Bolsonaro ameaça ministros do Supremo e diz que Lula será “eleito presidente na fraude”

Bolsonaro volta a dizer que o sistema de votação atual é sujeito a fraudes e cobra de ministros do STF uma alternativa

Foto: Divulgação/PR

Jornal GGN – Acossado por escândalos de corrupção envolvendo propina na compra de vacinas, Jair Bolsonaro ameaçou na tarde desta quinta (1/7) os ministros do Supremo Tribunal Federal, alegando que três deles estão articulando para que o voto impresso não prospere em votação no Congresso.

Nesta semana, presidentes de partidos que são contra a proposta se reuniram com Alexandre de Moraes, que será o próximo presidente do Tribunal Superior Eleitoral, e Gilmar Mendes. O presidente do TSE, Luis Roberto Barroso, já afirmou que o voto impresso é que tornará a eleição de 2022 sujeita a manipulações.

Bolsonaro disse a apoiadores que os ministros que estão esvaziando o “voto auditável” terão de apresentar “uma maneira de ter eleições limpas, se não, eles vão ter problemas”.

“Como está aí, a fraude está escancarada. Se essa articulação prosperar, esses três vão ter que inventar outra maneira” de auditar a eleição, afirmou.

Bolsonaro tratou o Supremo como parte de uma conspiração para favorecer a eleição de Lula. Ele disparou que “tiraram Lula da cadeia, tornaram ele elegível, para ele ser presidente na fraude. Isso nao vai acontecer.”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

2 comentários

  1. Lamentável é vermos o STF não obrigar (repito, OBRIGAR, sob pena de cadeia se não o fizer) o Boçalnaro a PROVAR que houve fraude contra ele na eleição de 2018. pois se o boçal pode falar quanta besteira quizer, caluniando o sistema eletrônico de votação, sem provar o que diz, isso dará força para que cafajestemente se questione a eleição que virá a perder em 22. Infelizmente o STF já prejudicou a democracia brasileira quando de modo canalha tiraram Lula da eleição em 2018…e para 22 parece que querem repetir a dose enquanto nós, povão não tivermos vergonha na cara de ir definitivamente para as ruas, até a porta dos palácios.

  2. Concordo plenamente com o Dorival Rosseto acima. Como pode criticar um sistema eleitoral que o beneficiou? Fraude houve sim com relação a sua eleição mas não foi sistema eleitoral que causou e sim os fake news espalhados pelos seus aliados.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome