Quatro milhões de pessoas abandonaram os estudos durante a pandemia

Pesquisa revela que taxa de abandono chegou a 10,8% entre estudantes do ensino médio, e de 16,3% entre alunos do ensino superior

Jornal GGN – A pandemia global de coronavírus marcou o encerramento do ciclo estudantil para muitos cidadãos: ao todo, 8,4% dos estudantes entre seis e 34 anos matriculados formalmente antes da pandemia informaram que abandonaram a escola.

O percentual equivale a cerca de 4 milhões de alunos, um montante superior ao da população do Uruguai, segundo pesquisa elaborada pelo Instituto Datafolha, encomendada pelo C6 Bank e divulgada pelo jornal Folha de São Paulo.

Entre os fatores que levaram à evasão escolar, estão questões financeiras e a falta de acesso remoto às aulas. O pior índice de abandono é registrado entre os que estavam matriculados no ensino superior, com taxa de 16,3%. Desse total, 42% dos que abandonaram os estudos o fizeram por falta de condições de pagar as mensalidades.

Na análise da educação básica, 10,8% dos estudantes do ensino médio informaram ter largado os estudos, e o percentual ficou em 4,6% no fundamental. A precariedade da manutenção de aulas aparece como principal motivação para largar os estudos – segundo a pesquisa, ter ficado sem aulas presenciais explica o abandono para quase um terço dos estudantes matriculados no ensino fundamental (28,7%) e médio (27,4%).

A desigualdade social mostrou-se um desafio ainda maior: a taxa média de abandono apurada pela pesquisa é de 10,6% nas classes D e E, contra 6,9% na classe A.

O Datafolha realizou 1.670 entrevistas, por telefone (com estudantes ou responsáveis), entre os dias 30 de novembro e 9 de dezembro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos, e os resultados têm confiabilidade de 95%.

 

Leia Também
Coronavírus: Sindicato chinês se compromete a ajudar no envio de insumos ao Brasil
GGN Covid: o salto exponencial dos casos em São Paulo
Vai faltar oxigênio: um país que nega as evidências, por Pedro Pontual 
Outros estados abdicam de doses da vacina para enviar ao Amazonas
Vacinas de Oxford chegam hoje e Fiocruz trabalhará de madrugada para distribuição

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora