Queimadas podem ser culpa de ONGs contrárias ao governo, diz Bolsonaro

Bolsonaro admite que há um crime ambiental acontecendo na região Norte, com florestas sendo queimadas, mas a culpa não pode ser do agronegócio e da falta de fiscalização do governo

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – Jair Bolsonaro admitiu nesta quarta (21) que há um grande crime ambiental em andamento na região Norte do País, com o aumento das queimadas de florestas. Mas insinuou que a culpa não é do agronegócio e da falta de fiscalização sobre atividades ilícitas, mas sim de organizações não-governamentais (ONGs) que perderam verba do exterior e agora querem retaliar o governo.

“O crime existe. Isso temos que fazer o possível para que não aumente, mas nos tiramos dinheiro de ONGs, 40% ia para ONGs. Não tem mais. De modo que esse pessoal está sentindo a falta do dinheiro. Então pode, não estou afirmando, ter ação criminosa desses ongueiros para chamar atenção contra minha pessoa, contra o governo do Brasil”, disse o presidente.

Na visão Bolsonaro, “tudo indica” que pessoas se preparam para ir à Amazônia filmar e então “tocaram fogo” na floresta, relatou a Reuters.

Questionado se tinha provas ou indícios das acusações contra as ONGs, ele respondeu que isso “não tem um plano escrito” e “não é assim que se faz”.

Nesta semana, a cidade de São Paulo e região anoiteceu por volta das 15h30, porque fumaça de queimadas da região Norte chegaram à região, escurecendo os céus.

[O GGN prepara uma série no YouTube que vai mostrar a interferência dos EUA na Lava Jato. Quer apoiar o projeto pelo interesse público? Clique aqui]

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora