Quem tem razão no debate não precisa censurar ou cercear a opinião discordante

A seção Luis Nassif On Line do site do Jornal GGN (ver link aqui: http://jornalggn.com.br/luisnassif) anda censurando, cerceando os meus comentários e isso não é de hoje. Já tinha acontecido esse cerceamento quando eu publiquei um post em meu blog no site do Jornal GGN sobre feminismo e ele foi impedido de ser compartilhado nas redes sociais.

Inúmeros comentários meus não foram publicados nos últimos dias nas caixas de comentários dos posts. Normalmente, quem possui uma conta no site do Jornal GGN, como eu possuo, tem os seus comentários automaticamente aprovados, sem precisar passar pelo crivo da moderação.

No entanto, no meu caso, depois de tecer algumas críticas à postura dos jornalistas da Blogosfera, dita “progressista”, que aderiram cegamente ao apoio de O Globo e da Folha ao mandato de Dilma, de confrontar um perfil fake quinta coluna que insistentemente pratica stalking contra a minha pessoa (só aparece comentando o que escrevo para me atacar pessoalmente), bem como depois da repercussão positiva que teve o post sobre a nomeação de Lula para o ministério de Dilma (provavelmente quem publicou esperava que a ideia fosse considerada “absurda”, mas a reação foi justamente a contrária, com mais de 5,2 mil compartilhamentos), meus comentários foram cerceados e muitos não estão sendo aprovados. Curioso que o post sobre Lula na Casa Civil do Governo Dilma, um dos mais lidos e compartilhados da semana, não aparece nos destaques do site que tratam justamente dos posts mais lidos e compartilhados da semana. Esconderam uma informação que está estampada no post. Minhas opiniões independentes parecem que incomodam ao site, ao ponto dele me censurar.

Segundo o site, esses foram os cinco posts mais compartilhados da semana:

Leia também:  Ao Washington Post, editor do Intercept admite medo de retaliação e omissão da Justiça

Mais compartilhados

1 – Finalmente, o bom senso contra os piromaníacos

2 – A história do novo campeão das delações premiadas

3 – O Globo ataca Cunha e diz que Congresso deveria dar condições de Dilma governar

4 – PSDB se irrita com programa do PT e pede nova eleição já

5 – A nova marcha dos insensatos e sua primeira vítima, por Mauro Santayana

Dentre esses posts, apenas o “3” e o “4” foram mais compartilhados do que o meu post sobre Lula como ministro da Casa Civil de Dilma rsrs. Todos os outros foram bem menos compartilhados. Logo, o meu era para estar aí. Não que eu faça questão disso, mas a verdade não pode ser manipulada dessa forma, não é mesmo?

Cabe a pergunta: é esse o comportamento que se espera de um site independente, progressista e democrático? Qual a diferença em relação à grande imprensa? Nenhuma. Isso só confirma as críticas que eu fiz à Blogosfera, quando disse que eles eram uma grande imprensa limitada em suas possibilidades, apresentavam os mesmos vícios da grande imprensa que tanto criticam. Eles mesmos me dão razão.

O pior é que a tentativa de cerceamento não está surtindo tanto o efeito desejado, que é o de colocar no ostracismo: meus posts continuam repercutindo, mesmo sem a abertura do espaço na seção Luis Nassif On Line. O post sobre a Blogosfera já foi compartilhado 22 vezes no Facebook . Se houvesse uma chamada maior,  provavelmente seria mais ainda compartilhado e repercutiria muito mais, abrindo o debate. Eu entendo a preocupação em abafar a crítica, mas quem tem razão no debate não precisa censurar ou cercear a opinião discordante. Basta confrontar as ideias, rebatê-las.

Leia também:  Procurador da "Mãos Limpas" critica proximidade de Moro e Deltan

PS: Continuo sendo censurado, enquanto o blog solta os “cães de guarda” fantasiados para me atacar covardemente, como o fake Almeida abaixo, o autor dos stalkings a que me referi acima.

Em resposta ao que ele escreveu, primeiro comentário ao post, eu escrevi o seguinte (o comentário feito em resposta à agressão ainda não foi publicado, enquanto a agressão do fake está liberada, no interessante senso de “justiça” do site, que certamente não previu que eu ia fazer este adendo para responder ao comentário do “cão de guarda” abaixo, chamado Almeida, aka Almerdinha, o marido traído mais famoso do Meier rsrs):

“Deve ser por isso que Lula age como se do governo fosse

Pelo “absurdo” da ideia. O que a oposição irá dizer não importa. Importa o efeito prático da medida, governo e blindagem contra prisão arbitrária vindo de juiz de primeiro grau. Ninguém depende disso para achar Lula culpado por alguma coisa. Todo mundo que não vota no PT já acha isso. Mas o Almerdinha acha que é melhor evitar a repercussão “negativa” do que o que ela tem de positivo. Burro é assim mesmo, ou melhor, burro quinta coluna. Ele prefere ver o Lula preso e a Dilma afastada do poder. Para depois se regozijar em seu quinta colunismo. Deputados do PT falaram com Lula para ele ser ministro. Mais um pouco e ele aceita. Ou isso ou corre um sério risco de ser preso arbitrariamente.

Leia também:  Quanto vale uma aposentadoria capitalizada: o exemplo do Chile

Comparação de debilóide: “nomear como ministro um ex-presidente ameaçado de prisão arbitrária, num governo combalido e que passa por uma crise política grave, correndo o risco de cair, é o mesmo que nomear secretário um governador qualquer ou um prefeito qualquer, em qualquer situação” hehehe. Esse é burro mesmo. A comparação é típica de debilóide. Lula não é um político qualquer e ele já age como se fosse um articulador político do governo. Ontem mesmo ele esteve com senadores e com Michel Temer. Fala como se fosse membro ativo do governo. A nomeação só oficializaria algo que já é real.

Almeida parece aqueles caras que são donos do pedaço e descem do púlpito, fantasiados, claro, para “aprontar”. Muita gente faz isso por aí, inclusive. Serve para turbinar os comentários.

Dizem que Pinochet torturava pessoalmente os opositores do regime chileno. Almerdinha tortura os de bom senso do site. Almerdinha é o fake, a louca fantasiada do blog que não ousa dizer o nome.”

Esse comentário foi cerceado e ainda não foi lberado. A ideia era deixar o “cão de guarda” Almeida falando sozinho, me atacando. Não conseguiram nem pensar que eu editaria o post e publicaria a resposta. Falta QI hehe.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

2 comentários

  1. O mimimi do argolinha, a olavete tá dodói.

    Sua alma foi atingida e ficou sequelada, a olavete e sobrinha do tio Rei tá com crise nas hemorróidas. 

    Nunca se soube de caso de governador, ou prefeito sequer, que tenha tornado se secretário de seu sucessor. Nem nas mais bananeiras das repúblicas se ouviu falar disto, de presidentes nomeados minstros pelo sucessor. 

    Rolou uma salmonela legal na maionese servida na casa do argolinha, ele e irmão viajaram na própria; em meio a uma crise de caganeira, tiveram  a “ideia” de lançar Lula para minispone – ministro de porra nenhuma de Dilma. O boato se espalhou na rede e está sendo usado em oposição ao PT, apresentado como uma manobra de reconhecimento da fragilidade de Lula – este diria que esse tipo de iniciativa é coisa de aloprado.

    A  mocoronga, a coió, a capiau provinciana de Maceió, a suburbana de Ponta Grossa, onde argolinha e sua própria cresceram, viu a repercussão do boato que espalhou na rede, sentiu-se como olavete deslumbrada, para quem repercussão na rede é tudo, e também vale tudo para alcançá-la, inclusive propostas “criativas” e “originais”, e ainda não caiu a ficha, não percebeu quem repercutiu a iniciativa aloprada. Eu desconfio que a olavete percebe sim, se faz de tonto e posa de “progressista” bem intencionada. A sobrinha do tio Rei não tem moral de qualificar ninguém de quinta coluna, é frequentadora assídua da cloaca da Veja e vem para este espaço se mostrar como “progressista”: quinta coluna é a olavete, com suas grandes “ideias” tiradas em surtos de caganeira.

    O argolinha da Ponta Grossa – agora se sabe a quem pertence – é uma piada pronta.

    • Deve ser por isso que Lula age como se do governo fosse

      Pelo “absurdo” da ideia. O que a oposição irá dizer não importa. Importa o efeito prático da medida, governo e blindagem contra prisão arbitrária vindo de juiz de primeiro grau. Ninguém depende disso para achar Lula culpado por alguma coisa. Todo mundo que não vota no PT já acha isso. Mas o Almerdinha acha que é melhor evitar a repercussão “negativa” do que o que ela tem de positivo. Burro é assim mesmo, ou melhor, burro quinta coluna. Ele prefere ver o Lula preso e a Dilma afastada do poder. Para depois se regozijar em seu quinta colunismo. Deputados do PT falaram com Lula para ele ser ministro. Mais um pouco e ele aceita. Ou isso ou corre um sério risco de ser preso arbitrariamente.

      Comparação de debilóide: “nomear como ministro um ex-presidente ameaçado de prisão arbitrária, num governo combalido e que passa por uma crise política grave, correndo o risco de cair, é o mesmo que nomear secretário um governador qualquer ou um prefeito qualquer, em qualquer situação” hehehe. Esse é burro mesmo. A comparação é típica de debilóide. Lula não é um político qualquer e ele já age como se fosse um articulador político do governo. Ontem mesmo ele esteve com senadores e com Michel Temer. Fala como se fosse membro ativo do governo. A nomeação só oficializaria algo que já é real.

      Almeida parece aqueles caras que são donos do pedaço e descem do púlpito, fantasiados, claro, para “aprontar”. Muita gente faz isso por aí, inclusive. Serve para turbinar os comentários.

      Dizem que Pinochet torturava pessoalmente os opositores do regime chileno. Almerdinha tortura os de bom senso do site. Almerdinha é o fake, a louca fantasiada do blog que não ousa dizer o nome.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome