Randolfe pede quebra de sigilo de Pazuello após escândalo revelado pelo Jornal Nacional

O pedido foi apresentado à CPI da Covid nesta quarta (19), dia em que Pazuello está respondendo aos senadores pela gestão temerária da pandemia

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – O senador Randolfe Rodrigues (Rede) solicitou a quebra do sigilo fiscal, bancário e telemático do ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, por causa das suspeitas de corrupção relevadas na noite anterior pelo Jornal Nacional. O pedido foi apresentado à CPI da Covid nesta quarta (19), dia em que Pazuello está respondendo aos senadores pela gestão temerária da pandemia do novo coronavírus, que já tirou a vida de quase 440 mil brasileiros até agora.

“Solicitei à CPI da Covid a quebra dos sigilos telefônico, fiscal, bancário e telemático do ex-ministro Pazuello. O requerimento tem como base as denúncias de contratação de empresas p/ reforma de galpões do MS [Ministério da Saúde] sob o pretexto da emergência da Pandemia”, divulgou Randolfe.

Segundo o Jornal Nacional, Pazuello indicou para a superintendência do Ministério da Saúde no Rio de Janeiro, em julho de 2020, um coronel que assinou dois contratos que juntos somam quase 30 milhões de reais. Com dispensa de licitação, as contratações visavam reformas, no meio da pandemia de Covid-19, em prédios ligados ao Ministério no Rio. Um deles, um galpão meio abandonado, que servia para guardar arquivos. Outro, a própria sede do Ministério no Estado. O general indicado por Pazuello contratou para a reforma da sede do Ministério, por quase 20 milhões de reais, uma empresa que ele já conhecia de outros três contratos com os militares. Os donos da companhia que iria reformaro galpão foram condenados por fraude contratual em outro escândalo.

Leia mais abaixo:

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome