Russomanno lidera pesquisa e Bolsonaro é o pior cabo eleitoral em SP

Lula exerce maior influência sobre o eleitorado paulista do que Bolsonaro e Doria. 64% dizem que não votam de jeito nenhum em candidato indicado pelo atual presidente

Representação Brasileira no Parlamento do Mercosul (RBPMER) realiza audiência interativa para debater protocolo de adesão da Bolívia ao Mercosul, com a participação do diretor do Departamento do Mercosul. ..Em pronunciamento, deputado Celso Russomanno (PRB-SP)...Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Jornal GGN – Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta (24) mostra que Celso Russomanno (Republicanos) lidera a corrida pela Prefeitura de São Paulo, com 29% das intenções de voto no primeiro turno.

Atrás de Russomanno está Bruno Covas (PSDB), que tem 20% das intenções de voto. Numericamente em terceiro lugar, Guilherme Boulos (PSOL), com 9%. Pela margem de erro, Boulos está em empate técnico com Márcio França (PSB), que tem 8%. O candidato do PT, Jilmar Tatto, tem apenas 2% de intenções de voto.

Os dados são da pesquisa estimulada, em que uma lista com o nome dos candidatos é apresentada.

Na pesquisa espontânea, Covas em 8% e está em empate técnico com Russomanno e Boulos, ambos com 5%. “Russomanno tem seu melhor desempenho entre as donas de casa (41%), os mais pobres (36%) e os evangélicos (37%) —o seu partido é um braço da Igreja Universal do Reino de Deus”, escreveu a Folha.

Russomanno tenta busca a benção oficial de Jair Bolsonaro, mas o presidente da República é um dos piores cabos eleitorais na capital paulista.

Apenas 11% dos entrevistados pelo Datafolha disseram que votarão no candidato apoiado por Bolsonaro. Pela margem de erro, o presidente está empatado como pior cabo eleitoral com o governador João Doria, que exerce influência sobre 8% dos entrevistados.

Além disso, 64% dizem que não votarão de jeito nenhum em alguém indicado por Bolsonaro. Outros 59% dizem o mesmo sobre Doria.

Quando o padrinho político é Lula, 20% dizem que com certeza votarão alguém que indicado pelo petista. Mas 57% também rejeitam sua influência.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora