Se presidente da OAB quiser saber como o pai desapareceu na ditadura, eu conto, diz Bolsonaro

O pai do presidente da OAB, Fernando Augusto Santa Cruz de Oliveira, desapareceu em fevereiro de 1974, quando o filho tinha apenas 2 anos

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – Jair Bolsonaro atacou nesta segunda (29) o presidente nacional da OAB, Felipe Santa Cruz, usando a memória da morte de seu pai, durante a ditadura militar, como arma.

Segundo relatos da Folha, Bolsonaro estava reclamando da atuação da OAB no caso envolvendo Adélio Bispo de Oliveira, responsável pela facada no capitão expulso do Exército, durante a disputa eleitoral de 2018, quando sacou a história da morte do pai de Felipe.

“Por que a OAB impediu que a Polícia Federal entrasse no telefone de um dos caríssimos advogados? Qual a intenção da OAB? Quem é essa OAB? Um dia, se o presidente da OAB quiser saber como é que o pai dele desapareceu no período militar, conto pra ele. Ele não vai querer ouvir a verdade. Conto pra ele.”

Bolsonaro ainda acrescentou: “Não é minha versão. É que a minha vivência me fez chegar nas conclusões naquele momento. O pai dele integrou a Ação Popular, o grupo mais sanguinário e violento da guerrilha lá de Pernambuco e veio desaparecer no Rio de Janeiro.”

De acordo com o jornal, o pai do presidente da OAB, Fernando Augusto Santa Cruz de Oliveira, desapareceu em fevereiro de 1974, quando o filho tinha apenas 2 anos. Ele foi preso junto de um amigo chamado Eduardo Collier, por agentes do DOI-CODI, no Rio de Janeiro.

Quando estudante de Direito, Fernando era funcionário do Departamento de Águas e Energia Elétrica em São Paulo e integrante da Ação Popular Marxista-Leninista. A Comissão da Verdade destacou em seu relatório final que ele tinha endereço e trabalho fixos quando sumiu.

Bolsonaro também afirmou que não recorreu da condenação de Adélio para evitar que a pena dele fosse ainda menor. “Adélio se deu mal. Eu não recorri porque se recorresse ele seria julgado não por homicídio, mas tentativa de homicídio, em um ano e meio ou dois estaria na rua. Como não recorri, agora é maluco o resto da vida. Vai ficar num manicômio judicial, é uma prisão perpétua. Já fiquei sabendo que está aloprando por lá. Abre a boca, pô”, disparou.

16 comentários

  1. O Bozo é um poço de “dignidade”.
    Os brasileiros devem estar ansiosos para votar nele outra vez em 2022.
    Ironias a parte, acho que o Mourão e a generalzada não deixarão esse energúmeno terminar o mandato.
    Não é possível!!

    7
    1
  2. O pior é o cargo que ocupa. Os brasileiros não mereciam isto. Continuando assim nos quatro anos vai proliferar Adélios neste país

  3. Que lástima estamos vivendo com uma pessoa tão indigna na presidência da República. Os brasileiros perderam a noção dos valores fundamentais para ser uma civilização.

    11
  4. O vagabundo Jair Bolsonaro pode ser representado pelo presidente do OAB Nacional à procuradoria de direitos humanos do MPF. Ele confessou ser co-autor ou conivente com um crime continuado. O crime cometido ou escondido por Bolsonaro não é abrangido pela Lei de Anistia. De qualquer maneira, essa seria uma excelente oportunidade para a Justiça brasileira rever sua posição sobre a referida Lei de Anistia. É necessário aplicar no Brasil a decisão proferida pela OEA que considerou nula a auto concessão de anistia por criminosos como Jair Bolsonaro.

    14
    • Pois é, a oposição ao PT com muito menos fazia a festa…….

      Esse dá uma justificativa por dia para impeachment, mas a oposição preguiçosa e imcompetente….. zzzzzzzzzz…..

      Talvez estejam esperando a destruição da previdencia que fingem ser contra……..

  5. Durante décadas Bolsonaro cometeu grandes barbaridades contra pessoas, estado, instituições. Pouco se apenou contra ele. Agora, imbuído da proteção do mais alto cargo público, quando o ego pode aflorar mais ainda em alguém de índole e moral frágil e ao mesmo tempo em que a injusta “justissa” está comprometida com seu passado espúrio e açodada por ameaças e terrores, esperar que ele aja diferente do esperado denota fé-cega e ingenuidade. Nenhum comprometido com o golpe atual vai poder retroceder, sem deixar de armar um absurdo como Moro faz consigo, com a verdade e com o país. Maioria não é bolsonarista, mas são cúmplices de maldades que não encontram forças para revisionismo e então aguardemos aumento de hipocrisia, inverdades, ameaças e retrocessos.

  6. Nem o exército o quis em seus quadros, expulsando-o e um monte de imbecilizados o elege para presidente. É de lascar.

  7. Por que no Brasil ainda existem Helenos e Bolsonaros? Exemplos de militares estúpidos, bravateadores e raros (burro, na gíria militar) essas figuras estão em alta. Essencialmente covardes, valem-se do cargo para exteriorizar o conservadorismo extremista e de quebra mostrar o que não são, machos. Diferente dos corajosos e combativos praças que driblam a baixa valorização e enfrentam a violência social de perto, esses fake militares envergonham toda uma categoria profissional.
    Mas por que Helenos e Bolsonaros ainda sobrevivem no Brasil de século XXI? Simples. Aqui não existem comunistas.
    No Brasil criou-se o fantasma do “comuna”. Cultivando esse fantasma, esses corajosos homens mantêm a importância que acham que possuem.
    Se no Brasil existisse o comunista que eles desenham, os dois exemplos já estariam mortos. Esse comunista não costuma ser pacífico.
    Espertamente eles criaram o fantasma do ser insensível e brutal do comunista e agora usam toda coragem e patente para detê-lo. Coragem para deter o que não existe não é coragem, é malandragem, é picaretagem.
    Helenos e Bolsonaros são fanfiqueiros e essencialmente covardes. Diante de um comunista de verdade eles mijariam nas calças. Exemplo claro foi Bolsonaro diante dos presidentes russo e chinês em reunião dos BRICS.

  8. Essa declaração de Bolsonaro, para mim, foi a mais assustadoramente reveladora da sua personalidade doente, baixa, rasteira, cruel e outros adjetivos que nem encontro de tanta indignação!

  9. “Um dia, se o presidente da OAB quiser saber como é que o pai dele desapareceu no período militar, conto pra ele”:

    Nao, nao, nao, nao, nao! A gente AINDA quer saber do seu envolvimento com a tortura de Miriam Leitao, Bolsonaro. Eh que eu sou so mais um da extensa manada de cavalos que voce cria e voce tem obrigacao de me dar um “bom dia”.

  10. Definitivamente as forças que mantêm os golpistas no poder não vem do povo. Se viessem, tanto Bolsonaro quanto Guedes, Moro, Dallagnol, Damares e outros lixos que tais já estavam anulados. Bolsonaro comete essas asneiras seguindo à risca o roteiro dos que sustentam o golpe: aterrorizar geral.

    Como diz o Armando Coelho Neto no artigo de hoje aqui, no GGN, ( https://jornalggn.com.br/artigos/estado-de-terror-dd-feliz-e-raquel-dodge-fazia-chifrinho-por-armando-coelho-neto/ ), tanto Bolsonaro quanto Moro, Renan Santos e as forças golpistas de forma geral estão tentando provocar reação de quem quer o país de volta para justificar ditadura assumida, para poder parar de enrustir o autoritarismo. E não vão parar com essas provocações.

    O melhor, acho, é deixar as provocações prá lá e focar no que é importante e concreto: manutenção da soberania nacional, dos direitos trabalhistas, denúncias de absurdos como a chacina dos Waiapi, privatizações e sucateamento do estado, ações realmente nefastas e danosas, crimes de lesa-humanidade e lesa-pátria. Enfim, não se deixar enganar por diversionismo bobo.

  11. O bozo só cai se a globo deixar.
    O zé povão continua hipnotizado pela GLOBO.
    Ela constrói e destrói quem ela quiser.
    Sem globo não tem passeata nem protestos relevantes.
    Nem vaia em estádios aparecem.

  12. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome