Home Crise Sem chanceler brasileiro, Grupo de Lima chama Cuba para ajudar na Venezuela

Sem chanceler brasileiro, Grupo de Lima chama Cuba para ajudar na Venezuela

Sem chanceler brasileiro, Grupo de Lima chama Cuba para ajudar na Venezuela
Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – A última reunião do Grupo de Lima – organização que reúne 13 nações das Américas com o objetivo de solucionar a crise na Venezuela – teve como resultado duas decisões inusitadas. Sem a presença do chanceler brasileiro Ernesto Araújo, o Grupo decidiu que vai convidar Cuba para nas negociações. A crise na Venezuela se agravou a partir de 30 de maio, quando Juan Guaidó – apoiado pelo governo Bolsonaro – iniciou uma nova fase da campanha para derrubar Nicolás Maduro.

No encontro promovido na sexta (3), 11 de 13 países também deliberaram pela “reunião urgente” com o Grupo de Contato Internacional para a Venezuela, criado em janeiro por iniciativa da União Europeia.

O Grupo de Contato é formado por países europeus e latino-americanos, incluindo Bolívia, Equador, Uruguai e Costa Rica. Como tem posição pela saída com novas eleições, o governo Bolsonaro já promoveu ataques ao Grupo.

Segundo O Globo, “ambas decisões representam uma radical mudança de posição do Grupo de Lima em relação aos mecanismos de resolução da crise na Venezuela, justamente em reunião da qual o Ministro das Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, não participou, tendo enviado um representante.”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

7 COMMENTS

  1. Acredito que a supremacia máxima do supremo e auto suficiente governo brasileiro, não considerou como prioridade ou como de importância maior a reunião do Grupo de Lima. Onde já se viu Grupo de Lima ter mais importância que o Grupo da Laranja? A empáfia dos laranjais, os fizeram serem postos de lados por todos os países que buscam uma solução política e humanitária, e não uma solução ideológica.
    Bobeou dançou!
    Desprezou tomou!
    Não foi a roça perdeu a carrocça.

  2. Ahhh! Como seria bom se houvesse um Governo no Brasil!! Não existiria crise na Venezuela e nem aqui. E o Trump teria que trumpar muito para manter a 4ª Frota norte americana navegando em águas territoriais brasileiras. Porque o Brasil era peça respeitável nos BRICS. Ah! Como era bom e tão querido o nosso país!!

  3. Aonde encontraram este ‘Lunático’ para comandar o Itamaraty? É pior que aquele Ministro da Educação. Não por afinidade política, ideológica ou estratégica. É pura e simplesmente por tamanha incompetência e despreparo. Estava prestes a fazer uma declaração sobre a Tentativa Golpista de Guaidó na Venezuela. Foi claro o pito, a repreenda, a desautorização que as Forças Armadas Brasileiras deram no último minuto, antes do pronunciamento. A ‘cara de nada’ do Chanceler ficou nítida. Assim como o fiasco da tentativa de golpe. Tropas Estrangeiras no nosso território? Tropas Estrangeiras na Venezuela? Uma guerra nas nossas fronteiras? Abrir uma frente de batalha contra Russia e China, dois importantes parceiros comerciais? Subordinar a região a interesses norteamericanos Nos beneficiará em que? Sempre tivemos a Venezuela ao Nosso lado e NUNCA dispomos de tamanho privilégio. Agora, por interesses norteamericanos, contrariados e concorrentes aos interesses russo e chineses, queremos ter uma posição que nada agrega e privilegia os Interesses Brasileiros. Somos Surreais. Não Nos faltam nem as penas. Pobre país rico. Mas de muito fácil explicação.

  4. Pela primeira vez na história o Brasil nào faz falta, e na verdade até atrapalha, uma reunião em que se discute o futuro das naçôes. Realmente, aloprados e alienados não ajudam.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Sair da versão mobile