Senador Randolfe é entrevistado por Nassif na TVGGN às 12h

Jornal GGN – O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AM) será entrevistado por Luis Nassif na TVGGN, ao vivo, nesta terça (13), às 12h. Os internautas podem acompanhar pelo link abaixo e participar através do chat com perguntas e comentários. Para inscrever-se no canal, clique aqui.

ACOMPANHE AO VIVO NO LINK ABAIXO:

Randolfe é líder da oposição no Senado e autor do pedido da CPI da Covid, cujo relatório será lido nesta terça (13) pelo presidente da Casa, senador Rodrigo Pacheco (DEM).

Em tese, após a leitura, a CPI deve ser instalada. Depende, antes, da indicação de seus 22 membros pelos partidos. A expectativa é de que a base governista tenta alguma manobra protelatória, na tentativa de adiar a investigação.

Desde o final de semana passado, o presidente Jair Bolsonaro tem dado demonstrações públicas de instabilidade diante da possibilidade de ver sua gestão da pandemia ser o alvo centro da CPI.

O Brasil contabiliza hoje 355 mil mortes pelo novo coronavírus. Bolsonaro tem sido apontado por especialistas como um dos principais responsáveis pela intensidade e extensão da crise, já que afronta os procotolos sanitários e ataca governadores que defendem restrições na pandemia.

Em reação à CPI, Bolsonaro incentivou a base governista no Senado a dar andamento aos pedidos de impeachment envolvendo ministros do Supremo Tribunal Federal. Na semana passada, o ministro Luis Roberto Barroso determinou a instalação da CPI, que vinha sendo ignorada por Pacheco.

No sábado (10), Bolsonaro foi gravado pelo senador Jorge Kajuru (Cidadania) incentivando a amplicação do escopo da CPI, para atacar governadores e prefeitos, a quem o extremista de direita acusa de supostos desvios de recursos destinados ao enfrentamento da pandemia.

Na segunda (12), a base aliada deu uma demonstração de articulação ao colher assinaturas para a instalação de uma CPI paralela, esta sim, dedicada a investigar governadores e prefeitos.

O requerimento, porém, levanta questionamentos jurídicos, já que o regimento interno do Senado diz que não cabe CPI para assuntos que são de competência dos Estados – uma CPI contra governadores deveria ser instalada pelas Assembleias Legislativas. Segundo a GloboNews, Pacheco “está convencido” de que a CPI paralela não tem fundamento.

Na próxima quarta (14), o Supremo Tribunal Federal deve analisar um mandado de segurança movido por aliados de Bolsonaro, que questiona a CPI da Covid. Segundo a Folha de S. Paulo, há uma ala do STF tentando jogar panos quentes. A estratégia seria a de autorizar os trabalhos da CPI, mas apenas em caráter presencial, quando a pandemia refluir. Não há consenso entre ministros sobre essa saída.

Na semana passada, o senador Renan Calheiros e o deputado federal Rodrigo Maia concederam entrevistas exclusivas a Luis Nassif na TVGGN, abordando as consequências da CPI. Para Maia, será a oportunidade de colher mais elementos para um processo de impeachment contra Bolsonaro ou uma ação por crime comum.

RECOMENDADO:

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora