Serpro pune funcionário público que criticou governo federal

Por escrever sobre “atitudes loucas deste desgoverno” em mensagem a colegas, servidor público teve dez dias de suspensão e descontos salariais

Jornal GGN – O Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados) puniu com dez dias de suspensão e descontos salariais um servidor público que fez uma crítica ao governo federal em e-mail interno que não circulou em redes sociais.

Na mensagem, o analista de sistemas Fernando Sergio Gomes, 63 anos de idade e 41 anos na estatal, escreveu aos colegas “que somente a resistência pode barrar as atitudes loucas deste desgoverno”.

Em entrevista ao jornalista Rubens Valente, do portal UOL, Gomes afirma que a punição serviu como “um aviso para aquelas pessoas [da estatal] que são um pouco receosas. Uma pessoa com 41 anos de Serpro como eu, sem nada desabonador, não fui nem advertido, fui direto para uma suspensão”, disse.

O advogado Aderson Bussinger Carvalho, responsável pela defesa do analista, afirmou que irá ajuizar uma ação na Justiça do Trabalho para pedir a anulação da punição, que foi cumprida em agosto passado. A Serpro declarou que não comentaria o caso.

 

Leia Também
Por manifestar-se, Carol Solberg é denunciada pelo STJD
CBV usa expressão racista para repudiar protesto de Carol Solberg contra Bolsonaro

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Evair

- 2020-12-07 05:41:23

Com o nível em que está o judiciário, vai ser difícil!

Evandro Condé

- 2020-12-06 16:50:24

Ganha a causa facil.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador