Servidor de carreira assume comando do Inpe

Um ano após militar assumir cargo interino, Clézio Marcos de Nardin assume órgão com restrições orçamentárias e alvo de ataques do governo Bolsonaro

Clézio Marcos de Nardin, novo diretor do Inpe. Foto: Reprodução

Jornal GGN – O Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) será comandado por um cientista de carreira, após um ano sob a batuta de um militar interino.

O ministro Marcos Pontes (Ciência, Tecnologia e Inovação) nomeou o geofísico espacial Clézio Marcos de Nardin para o cargo. A nomeação foi publicada na edição desta sexta-feira (2), no Diário Oficial da União.

A escolha foi feita a partir de uma lista tríplice de nomes, estabelecida pelo comitê responsável pela seleção. Até então, Nardin era o coordenador-geral de Ciências Espaciais e Atmosféricas do órgão.

No Inpe desde 1997, o engenheiro é formado pela UFSM (Universidade Federal de Santa Maria) e é doutor em Geofísica Espacial pelo próprio Inpe, título obtido em 2003. O mandato na direção do instituto será de quatro anos.

A escolha ocorre no momento em que o Inpe passa por sérias restrições orçamentárias, ao mesmo tempo em que tem sido alvo de ataques de aliados do governo de Jair Bolsonaro por conta dos dados sobre as queimadas na Amazônia e no Pantanal.

O novo diretor substituirá o militar Darcton Policarpo Damião, que estava no posto desde agosto de 2019, após a demissão do físico Ricardo Galvão. As informações são do jornal Folha de São Paulo.

 

Leia Também
Inpe faz há anos o que o satélite a ser comprado pela Defesa pretende fazer
Giro GGN Queimadas: A situação do Brasil em dados do Inpe
Militares ficam com meio bilhão de reais destinado à Amazônia

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora