Home Editoria Economia Sindipúblicos repudia declaração de Paulo Guedes

Sindipúblicos repudia declaração de Paulo Guedes

Sindipúblicos repudia declaração de Paulo Guedes
Entidades sindicais repudiam declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes. Foto: Reprodução

Jornal GGN – O Sindipúblicos (Sindicato dos Trabalhadores e Servidores Públicos do Estado do Espírito Santo) divulgou nota oficial onde repudia as recentes declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes, que comparou o funcionalismo público a “parasitas” em evento realizado recentemente em São Paulo.

“Em palestra no seminário na Escola Brasileira de Economia e Finanças da FGV, mais uma vez, o senhor destratou e desqualificou servidores públicos provavelmente num ímpeto descontrolado onde a emoção financeira falou mais alto, como sempre acontece nas suas manifestações”, diz a entidade, em nota assinada por José Gozze, presidente da PÚBLICA, Central do Servidor.

“No fascismo os alemães denominavam os judeus de “parasitas”. Era uma forma de dizer ao mundo que eram perniciosos e prejudiciais ao Estado Alemão e mereciam os campos de concentração”, diz o sindicalista. “O Senhor é mais um, assumindo o fascismo nas entrelinhas para defender um estado liberal, autoritário e antidemocrático Ministro?”

Gozze diz que quem está causando “um dano enorme e de difícil reparo futuro” é Guedes, “com a sua política de garantir o pagamento aos bancos, a manutenção dos grandes conglomerados financeiros as custas do cidadão que precisa do serviço público para garantir os seus direitos a saúde, educação, segurança, justiça, moradia, transporte que estão lá no artigo sexto da Constituição Cidadã que o Senhor está rasgando aos poucos”.

“O Senhor sabe quanto ganha um professor no Estado, um médico e um enfermeiro no hospital público, um policial? O Senhor quer continuar enganando quem Ministro?”, pontua o Gozze. “O Senhor está em busca de construir um Estado liberal baseado no monetarismo, contra o bem estar social (…) Essa é a razão de buscar a todo custo a destruição do servidor público e assim destruir o serviço público. Mas não é para isso que precisamos do Estado”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

3 COMMENTS

  1. Essas associações do funcionalismo não tem que repudiar nada……o cidadão colocou o estigma de parasita em todos funcionários públicos…. é obrigação de TODOS os sindicatos e associações do funcionalismo acioná-lo na justiça, ou engulam a ofensa…..mímimi não dá…..

  2. Quando o falante Ministro da Economia vai erradicar as empresas de crédito consignado que parasitam a folha de pagamento do funcionalismo público? Essas firmas usam os dados pessoais, bancários e telefônicos dos servidores públicos para telefonarem insistentemente oferecendo empréstimo. Não vale ser tchutchuca nessa hora.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Sair da versão mobile