…sobre a Lava Jato e os anjos da morte…

…sobre a Lava Jato e os anjos da morte…
(uma reflexão sobre o artigo do Nassif, no GGN, “A Lava Jato e os anjos da morte”)
.
Outro dia, senti-me sufocado de tristeza e revolta por um breve post que vi no Facebook. Um amigo testemunhava sobre conhecidos seus, engenheiros, que haviam tido suas vidas destruídas pela terra arrasada deixada como herança pela Lava Jato, principalmente na indústria de Petróleo e Gás e da engenharia civil pesada.
Citava em seu post, mais ou menos a seguinte frase:
“Conheço alguns que não suportaram a perda de seu chão, a dignidade de vida e segurança que tinham em seus empregos há décadas, e se suicidaram. Outros, caminham pela vida como surtados, não sabem o que fazer, desempregados e sem qualquer perspectiva de trabalho e renda. E sei que são algumas centenas de milhares as vidas atingidas pelo flagelo da Lava Jato.”
.
Uma empresa do porte de uma Odebrecht proporciona a um bom funcionário a certeza de que jamais será demitido se não tiver um desvio de conduta sério. As pessoas que apoiam a Lava jato talvez não compreendam o que significa para uma pessoa que sustenta sua família com um alto padrão de vida, de repente perder tudo, e ter que começar a queimar todos os seus ativos, a poupança de uma vida toda, para sobreviver. O desespero não bate na hora, no início, enquanto a poupança parece farta. É com o tempo e a inevitável corrosão do patrimônio e a brutal queda na qualidade de vida, que vem o desespero. Ainda mais em um país mergulhado em uma recessão, o desemprego batendo todos os recordes e aquele homem ou mulher de 50, 60 anos, muitas vezes no auge da carreira, percebe que a empresa ao lado, onde talvez tivesse uma oportunidade, MESMO GANHANDO MUITO MENOS DO QUE RECEBIA ANTERIORMENTE, também demitiu trinta, quarenta mil pessoas, que na verdade, seus colegas estão na mesma situação sem qualquer solução aparente.
.
No dia em que alguém fizer um levantamento criterioso da dimensão da destruição social, familiar e econômica – para ficar apenas nesses aspectos… – causada DIRETAMENTE pela ação irresponsável e perversa dos agentes desse processo insano e maligno, a Lava jato, muitos se surpreenderão com os fatos revelados.
NENHUM MOMENTO EM NOSSA HISTÓRIA FOI TÃO DEVASTADOR DO BRASIL E DE SEU POVO, em todos os aspectos da vida humana, do que este, protagonizado por Moro, por uma mídia inebriada por seu poder de influir no destino da nação, por um STF composto por pessoas fracas e de pouco ou nenhum caráter na maioria de seus membros. O que saberemos daqui a uns poucos anos em detalhes, toda a sordidez, todas as consequências tenebrosas havidas, deixarão muitos envergonhados por terem apoiado como fanáticos cegos a todo o horror exposto à luz da verdade.
.
Sentiremos vergonha, do massacre imposto a Lula e sua família, uma processo social, político e jurídico grotesco e selvagem, que provavelmente lhe custou a perda prematura da companheira de décadas, dona Marisa.
.
Sentiremos vergonha dos PMs de Alckmin, Beto Richa e outros governadores sanguinários, espancando de modo brutal e selvagem aos manifestantes que não queriam esse Brasil enfermo e fraturado.
.
Sentiremos vergonha dos que riram da trágica imagem da estudante de 20 anos, seu rosto jovem sangrando, um olho arrancado por uma bala de borracha atirada por um desses cães selvagens, e o post virilizado das bestas feras, onde uma outra jovem, “das famílias de bem”, ironizava, dizendo que a “petralha poderia enxergar um dia a verdade com a vista que sobrou…”
.
Sentiremos vergonha de uma sociedade que celebrou a inominável violência a um ex-presidente respeitado em todo o mundo, tendo sua casa invadida por policiais federais armados, todos os cômodos revirados (às seis e meia da manhã!), sua mulher provavelmente apavorada com o terrorismo da cena dantesca, os IPADs de seus netos confiscados, e ele, Lula, levado de modo coercitivo para um aeroporto, onde o plano era levá-lo preso e algemado às masmorras do juiz psicótico a quem havia sido dado o poder absoluto no Brasil.
.
Sentiremos vergonha de um procurador canalha e covarde, Carlos Fernando dos Santos Lima, sedento por mais humilhações a Lula e sua família, comentando em entrevista ao Estadão, que “Moro tinha sido muito bonzinho ao não conduzir coercitivamente também a dona Marisa”, mulher de Lula. Um sadismo de perversidade, selvageria e brutalidade inomináveis! Uma mancha dentro do MPF a conduta desse e de outros procuradores medíocres, tornados celebridades pela mídia cúmplice.
.
Quantos outros exemplos caberiam aqui, de ações desumanas, arrasadoras de todos os princípios civilizatórios, jurídicos, humanos…?
Quantas vergonhas nos assolarão para sempre, como nação capaz de alimentar esse monstro, a Lava Jato…?
.
Cabe à perfeição, portanto, a expressão usada pelo Nassif em seu texto forte, contundente, que nomeia as coisas como elas são. “Anjos da Morte!”
Em sua psicopatia, Moro arrastou consigo procuradores, alguns cínicos e sem limites morais, outros, pelo que vemos nas conversas vazadas, levados de roldão pela enxurrada, apesar de suas dúvidas sobre aqueles procedimentos. Mas todos culpados pelas fraturas sociais que levarão décadas para serem curadas, culpados pela ascensão do governo mais tosco e fascista de que se tem notícia em todo o mundo nas últimas décadas, culpados por um Brasil esfacelado, nossas riquezas entregues, pilhadas, um estupro a céu aberto. Nosso futuro, comprometido.
.
Os “pequenos imbecis!”, como Nassif os chama em seu artigo, hão de viver muito tempo para purgar seus muitos pecados, as mortes, o desespero e a destruição que provocaram.
.
Moro, os procuradores, a mídia sórdida e um STF covarde… Junte-se isso às elites e classes médias mais ignorantes, preconceituosas e toscas do planeta, temos esse resultado: somos um país jogado em um abismo sem fim.
“Anjos da morte” é pouco para conceituar o que essas turba fez com o nosso país.
.
Os vazamentos do The Intercept e as pequenas reações racionais que começam a brotar na sociedade nos dão essa leve sensação de esperança.
A luta continua!

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora