STF autoriza inquérito sobre atos contra a democracia brasileira

Sem citar Bolsonaro, que participou dos atos pedindo intervenção militar e fechamento do Congresso, Aras pediu para apurar "fatos em tese delituosos"

Jornal GGN – É destaque no Estadão desta terça (21) a notícia de que o procurador-geral da República Augusto Aras teve seu pedido de inquérito sobre atos contra a democracia brasileira aceito pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes.

Sem citar Bolsonaro, que participou de atos pedindo intervenção militar e fechamento do Congresso e do próprio STF, Aras pediu para apurar “fatos em tese delituosos” cometidos “por vários cidadãos, inclusive deputados federais”. Cabe ao Supremo investigar pessoas com foro privilegiado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora