STF barra ponto estratégico de MP de Bolsonaro sobre responsabilização de agentes públicos

Maioria da Corte entende que a MP não deve blindar ações administrativas que vão na contramão das recomendações dos órgãos de saúde