STF vai divulgar hoje vídeo da reunião de Bolsonaro

Emissora diz que vídeo será editado para remover trechos que citam nações amigas e será disponibilizado no site do STF

Jornal GGN – O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, vai divulgar nesta sexta (22) o vídeo da reunião ministerial em que Jair Bolsonaro pressiona a Polícia Federal e ameaça demitir Sergio Moro. É o que afirma a emissora CNN Brasil.

O vídeo, segundo informações da CNN, será agregado ao site do STF para ser disponibilizado ao público. A emissora afirma que o ministro decidiu editar o vídeo para remover apenas trechos que citam a China e Paraguai, para evitar problemas na diplomacia brasileira.

No vídeo, além dos ataques de Bolsonaro, ministros do governo aparecem atacando magistrados do STF e governadores e prefeitos, por conta do enfrentamento ao coronavírus.

A Advocacia-Geral da União havia pedido a divulgação das falas de Jair Bolsonaro, na íntegra. A Procuradoria-Geral da União havia solicitado ao ministro relator que apenas as falas que dizem respeito à interferência na Polícia Federal, preservando os ministros na reunião. Sergio Moro, por sua vez, pediu a divulgação integral.

Em breve, mais informações.

O GGN vai investigar e contar a história de Sergio Moro sem os retoques da grande mídia. Saiba como ajudar clicando aqui.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Bolsonaro evidencia intenção em militarizar Ministério da Saúde

2 comentários

  1. “É pelo dedo se conhece o gigante” — ditado popular.

    Nassif: acompanho a trajetória do ministrorelator dessa bagaça desde que iniciou no Çupremu. Apesar de vindo pelas mãos do MeliantePríncipeParisiense, chegou pequeno, seguiu discreto (até demais), operou sem grande alvoroço (não consigo lembrar de nenhum retumbante acórdão seu). Seu equilíbrio foi, não poucas vezes, acusado de pusilânime, pelo exagero de seus detratores. Mas, como aqueles escritores bissextos, que com uma única obra faz descortinar sua genialidade reprimida, vem ele com esse despacho, ousado (no momento em que se manifesta), vem ele enfrentar a fúria das milícias civis e militares para mostrar que ainda se pode esperar por decência e dignidade política e social, num tempo de governos indecentes e corruptos.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome