Subprocurador do TCU cita O Sensacionalista e pretende autuar Donald Trump

"Tenho de examinar e amadurecer essa ideia. Ainda tenho dúvidas se este Ministério Público e o TCU podem alcançar o Presidente dos Estados Unidos da América"

Nos últimos tempos, o subprocurador geral do Tribunal de Contas da União (TCU), Lucas Furtado. tem se notabilizado por peças diárias contra os abusos do bolsonarismo. Em geral, as posições são de bom senso contra abusos de toda espécie.

Seu entusiasmo com a repercussão de suas denúncias, porém, pode contaminar e, por consequência, reduzir o papel do TCU como agente de contenção dos abusos do Executivo.

Confira a última representação de Furtado:

(…) Levou-me a elaborar esta representação o texto a seguir reproduzido, publicado na hilária e brilhante seção Sensacionalista, da primorosa revista Veja, em sua edição 2.695, datada de 15/7/20201:

Entrevista com o Novo Coronavírus: “O melhor do Brasil é o brasileiro”

Uma conversa exclusiva

(…) Esse texto, como todos os publicados pelo Sensacionalista, é de um humor refinado e inteligentíssimo. Não consegui conter as gargalhadas. Mas… gargalho para não chorar.

O humor genial e agudo do texto do Sensacionalista faz troça do comportamento do brasileiro elitista e preconceituoso que ofende “pessoas menosprezando a classe social delas”, o qual, certamente influenciado pelo mau comportamento do Presidente Jair Bolsonaro, insiste no absurdo de querer viver em liberdade em plena pandemia de Covid-19.

Mas o ponto central é o rodapé 3, no qual o subprocurador diz estar estudando a possibilidade do MPF e o TCU acionarem o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

3 Tenho de examinar e amadurecer essa ideia. Ainda tenho dúvidas se este Ministério Público e o TCU podem alcançar o Presidente dos Estados Unidos da América, uma vez que nossa Constituição, em seu artigo 71, inciso II, parte final, estabelece que compete ao Tribunal julgar “as contas daqueles que derem causa a perda, extravio ou outra irregularidade de que resulte prejuízo ao erário público”, não comportando esse dispositivo, evidentemente, nenhuma exceção quanto à pessoa causadora do considerado prejuízo.

Representacao-MP-TCU-Trump-14jul2020

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora