Suicídios na Foxconn da China Ameaça Agitar o Debate

VoaNews

Neste mês, a indústria manufatureira de propriedade taiwanesa, Foxconn (富士康) novamente ocupou as manchetes. Em uma das fábricas da empresa em Wuhan, mais de 100 trabalhadores se agruparam no telhado e ameaçaram realizarem suicídio num protesto contra as más condições de trabalho.

A corporação, responsável pela fabricação de produtos populares, como o iPhone da Apple (苹果) e o Kindle, da Amazon, presenciou um  número de suicidas (9) em 2010 e continua sendo criticada pelas más condições de trabalho em algumas de suas fábricas.

Desta vez o impasse foi resolvido sem morte, mas a questão não passou despercebida na Internet, pois o editor-chefe do blog That’s Beijing, intouchZhengJun, escreveu:

Dizem que no Vietnã, há 10 vezes mais fábricas da Foxconn do que em Shenzhen (cidade c/8mi habitantes dentro do maior parque industrial da China). Há três anos as companhias de manufatura oriundas do investimento estrangeiro começaram a mover suas fábricas para fora da China, e o climax disso será em 2012. Eles levarão os seus equipamentos e os pedidos de compra, deixando para trás a água e o ar poluídos, bem como um bando de trabalhadores que não receberam conhecimento e nem tecnologia, mas cujos salários chegam a 3.000 RMB (R$840,00). Parece que as empresas chinesas terão que assumir.

O usuário CapitalSiyueSiRi do  Sina microblog tem um ponto de vista positivo. Ele argumenta que a Foxconn é na verdade o tipo de empresa que, dada a oportunidade, poderia fazer bem ao mercado:

… Foxconn é uma plataforma (interliga os mercados) para a indústria manufatureira, não é tão simples como um contrato de fabricação. Existem alguns produtos ordinários, que se forem isentos de direitos autorais, esses produtos da Foxconn poderão ser vendidos atingindo a classificação três no mercado.

É surpreendente o número de pessoas que trabalham na Foxconn, em suas diferentes plantas, seja Tianjin ou Shenzhen. O funcionário Gao Zaohui, que trabalha na instalação de Tianjin, fala do trabalho que executa em pé dia após dia, e do desgosto de ter um trabalho tão duro:
Este é o sétimo dia que trabalho para a Foxconn: fiquei em pé o dia todo hoje de novo, eu sei que estarei de pé todos os dias a partir de agora. E sei que me cansarei muito. Para ajudar a passar o dia, puxo conversa com o meu colega ao lado. Cheguei a conhecer alguém que é da minha terra, provavelmente iremos junto para casa no mesmo trem para comemorarmos o Ano Novo chinês.

No passado, os produtos eletrônicos de ponta, tais como os produtos produzidos pela Foxconn eram vendidos, quase que exclusivamente, para os EUA, Japão e outras nações ricas. Mas agora, muitos dos produtos montados na China estão, cada vez mais, sendo vendido na China.

Como exemplo, o Apple4 mal foi lançado no continente e tivemos brigas pela procura na maior e mais importante loja de Pequim. Há ainda rumores de que o iPad3 estará, em breve, à venda na China, diretamente do fabricante.

Enquanto os chineses compram mais e mais os itens que eles próprios fazem, haverá melhoras em suas condições de trabalho?

 

Foxconn Suicide Threats Stir Debate

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome