Suspensão de demissões encerra greve na Dataprev

Decisão do Tribunal Superior do Trabalho estabeleceu a realocação de quase 500 trabalhadores dispensados

Funcionários da Dataprev fecham acordo com TST e suspendem greve após reverter demissão de quase 500 pessoas. Foto: Reprodução/Sindpd-RJ

Jornal GGN – Os funcionários da Dataprev conseguiram reverter as demissões de quase 500 servidores e interromperam a greve iniciada em 28 de janeiro.

A decisão segue o encaminhamento de mediação realizada ontem no Tribunal Superior do Trabalho (TST), na qual a ministra Kátia Arruda estabeleceu prazo de até trinta dias para que as representações dos trabalhadores (Fenadados, FNI e sindicatos filiados) e a direção da Dataprev negociem uma solução para o impasse criado com o fechamento de regionais e demissão dos profissionais.

Segundo comunicado divulgado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Empresas E Serviços Públicos e Privados de Informática e Internet e Similares do Estado do Rio de Janeiro (Sindpd-RJ), a proposta apresentada pela ministra e aceita pelos trabalhadores considera a suspensão das demissões, a suspensão da greve e nenhum desconto dos dias parados enquanto durarem as negociações – neste caso, o tema será discutido no TST.

“Conscientes de que ainda há um longo caminho a percorrer até que os empregos e a própria empresa estejam livres da sanha neoliberal da atual direção, todos e todas permanecerão em alerta e, ao menor sinal de novos abusos, assédio e outras maldades mais, o movimento paredista retornará com força total”, afirma o sindicato.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Especialistas preveem como será a vida após a chegada da vacina Covid-19

2 comentários

  1. Um caderno de economia que não fala sobre a queda dos juros. “Copom reduz taxa básica de juros de 4,5% para 4,25% ao ano”
    Com decisão, a Selic atinge nova mínima histórica.

  2. Parabéns aos trabalhadores da Dataprev e também para as organizações sindicais que atuaram nesta luta. A atenção e prontidão dos trabalhadores deverão se manter para que este triunfo não se transforme numa ‘vitoria de Pirro’.
    Aproveitando a ocasião, recomendaria aos organismos de defesa do trabalhador, especialmente ao Sindpd-RJ, que atuasse com a mesma energia na defesa dos trabalhadores das empresas privadas, que são espremidos por seus patrões e na constante migração de contratos dentro de um cliente, ao trocar para a nova prestadora, não raro tem vencimentos e beneficios (VT, VA, Planos de Assistência) reduzidos bem como outros direitos retirados.
    (Talvez ocorra duplicação do comentário pois a confirmação de sucesso no envio nao tem aparecido)

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome