Tesouro consegue vender títulos no primeiro leilão do ano

Ao todo, foram arrecadados R$ 5,5 bilhões com a negociação de 1,3 milhão de títulos indexados ao IPCA, com três vencimentos diferentes

Foto: Reprodução

Jornal GGN – O Tesouro Nacional conseguiu vender a totalidade da oferta de 1,3 milhão de títulos indexados ao IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), os chamados NTN-B, o que gerou uma arrecadação de R$ 5,54 bilhões aos cofres públicos.

Segundo os dados divulgados, os papéis negociados apresentaram três vencimentos diferentes: 2026, 2030 e 2055. Esses leilões apresentavam algum grau de incerteza até o ano passado, uma vez que o Tesouro definia a quantidade de cada vencimento após o recebimento das ofertas.

Ao todo, foram ofertadas 750 mil unidades da NTN-B com vencimento em 15 de agosto de 2026, com uma taxa contratada de 2,34% ao ano acima do IPCA, em uma operação que totalizou R$ 3,11 bilhões.

O segundo papel ofertado, com vencimento em 15 de agosto de 2030, pagou uma taxa de 2,89% ao ano acima do IPCA, totalizando R$ 2,19 bilhões na venda de 500 mil unidades do papel. Para o lote de 50 mil unidades de títulos com vencimento em 15 de maio de 2055, a taxa anual contratada acima da inflação foi de 3,82%, totalizando R$ 243,10 milhões na operação. As informações são do jornal Correio Braziliense.

 

 

Leia Também
Banco Mundial lista riscos para economia global em 2021
Receita para 2021 e a reconstrução do multilateralismo, por Luis Nassif
Fim do auxílio emergencial joga mais de 10 milhões de brasileiros na miséria
Tesouro Nacional começa 2021 com R$ 1,31 trilhão em dívidas

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome