TRF-1 nega pedido do governo Bolsonaro e mantém suspensão do Enem no Amazonas

Decisão determina Inep trabalhe em conjunto com governo do Amazonas para viabilizar a realização das provas nos dias 23 e 24 de fevereiro

Arquivo/Agência Brasil

Jornal GGN – O Tribunal Regional da 1ª Região (TRF-1) decidiu nesta sexta-feira, 15, manter a suspensão da aplicação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no Amazonas, que estavam previstas para ocorrer neste final de semana.

Diferente da primeira decisão que suspendeu o exame no estado, o TRF-1 agora determina que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) trabalhe em conjunto com governo do Amazonas para viabilizar a realização das provas nos dias 23 e 24 de fevereiro.

A decisão é do presidente do tribunal, desembargador federal Ítalo Fioravanti Sabo Mendes.

Na quarta-feira, 13, a Justiça Federal do Amazonas suspendeu a realização do Enem no estado, devido ao colapso no sistema de saúde em Manaus.

Ontem, dia em que dezenas de amazonenses infectados pela Covid-19 morreram devido a falta de oxigênio nos hospitais, a Advocacia-geral da União (AGU) recorreu ao TRF-1 pedindo a suspensão da determinação.

Segundo a AGU, o Ministério da Educação (MEC) tomou as medidas necessárias para garantir a segurança dos estudantes durante a realização das provas e que adiar o exame irá prejudicá-los, já que haverá reflexos nos cronogramas do Fies, do Sisu e do ProUni.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora