Trump anuncia candidato próprio à presidência do BID

Decisão do presidente dos EUA quebra tradição de seis décadas e compromete estratégia de candidatura própria que vinha sendo trabalhada pelo Brasil

Foto: Alan Santos/PR

Jornal GGN – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pretende indicar um norte-americano para presidir o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A medida não só atropela as intenções do presidente brasileiro Jair Bolsonaro em apresentar uma candidatura do país, como interrompe uma tradição de seis décadas em que o banco é presidido por um latino-americano.

Segundo informações do jornal O Globo, o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos apoia a candidatura de Mauricio Claver-Carone, diretor sênior do Conselho de Segurança Nacional para Assuntos do Hemisfério Ocidental, para chefiar o BID. Cubano-americano, Claver-Carone é ex-apresentador de talk-show e ex-diretor-executivo dos EUA no Fundo Monetário Internacional (FMI).

Em março, o governo brasileiro decidiu apresentar uma candidatura própria para disputar o comando do BID. O nome mais forte na época era o de Marcos Troyjo, secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia. Contudo, Troyjo foi indicado em maio para assumir o Novo Banco de Desenvolvimento — conhecido como banco do Brics (bloco formado por Brasil, Rússia, Índia e África do Sul).

Depois, o nome trabalhado nos bastidores era o do economista, banqueiro e empresário Rodrigo Xavier, e o Brasil contava com a ajuda norte-americana para vencer a disputa.

 

Leia Também
Vídeo: Ministro lê ameaças de bolsonaristas e revela planos contra o Supremo
“Quem recebe dinheiro para fazer campanha de ódio é criminoso”, diz Barroso
Bolsonaro estuda enviar Weintraub para cargo no exterior
Do Banestado à Lava Jato: o passado de Sergio Moro

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora