Turma de Dallagnol apoia demissão coletiva de procuradores em protesto contra Dodge

Seis procuradores pediram exoneração da força-tarefa depois que Dodge enviou manifestação ao STF pedindo homologação da delação de Leo Pinheiro (OAS) com exclusão de trecho que cita Toffoli

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – Os procuradores liderados por Deltan Dallagnol em Curitiba apoiaram a decisão de 6 colegas que pediram demissão coletiva em protesto contra a procuradora-geral da República Raquel Dodge, na noite de quarta (4).

A demissão se deu possivelmente por “descontentamento” com o fato de Dodge ter enviado uma manifestação ao Supremo Tribunal Federal pedindo a homologação da delação de Leo Pinheiro, da OAS, mas com a exclusão de dois trechos.

Um dos trechos envolve o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o outro, o ex-prefeito de Marília (SP) José Ticiano Dias Toffoli, irmão do presidente do STF, Dias Toffoli.

Os seis procuradores que compõem o grupo de trabalho da Lava-Jato na PGR são Raquel Branquinho, Maria Clara Noleto, Luana Vargas, Hebert Mesquita, Victor Riccely e Alessandro Oliveira.

“Ao saber do pedido de demissão coletiva do grupo da Lava-Jato na Procuradoria-Geral da República (PGR), os integrantes da força-tarefa de Curitiba cumprimentaram os colegas pela atitude. A decisão contou com o apoio integral dos paranaenses”, escreveu O Globo nesta quinta (5).

Leia a íntegra do comunicado dos procuradores :

“Devido a uma grave incompatibilidade de entendimento dos membros desta equipe com a manifestação enviada pela PGR ao STF na data de ontem (03.09.2019), decidimos solicitar o nosso desligamento do GT Lava Jato e, no caso de Raquel Branquinho, da SFPO. Enviamos o pedido de desligamento da data de hoje. Foi um grande prazer e orgulho servir à Instituição ao longo desse período, desempenhando as atividades que desempenhamos. Obrigada pela parceria de todos vocês. Nosso compromisso será sempre com o Ministério Público e com a sociedade.”

O GGN prepara uma série de vídeos sobre a interferência dos EUA na Operação Lava Jato. Quer apoiar esse projeto? Acesse www.catarse.me/LavaJatoLadoB

8 comentários

  1. Já quase no fim do mandato da Dojona, as bonecas da lava jato descobrem que há incompatibilidade grave entre eles e a Dojona.
    Piada

  2. Deveriam mostrar o quanto corajosos são e pedir demissão definitiva do ministério público… e depois poderiam fazer alguma coisa útil, como auxiliar idosos, rachar uma lenha, fazer alguma faxina…

  3. Pois é, este grupo de curitiba sempre decepcionando. Por que apenas 6 se demitiram? E o resto?
    Vamos lá senhores e senhoras procuradores e procuradoras, força. Sigam seus pares nesta iniciativa que pode significar um alento para nossa combalida democracia caso todos se demitam.
    Em tempo: Maia nao presta, é um canalha é contra o povo, e Tofolli precisa assumir sua posição na corte maior. Mas parece óbvio que a turma de curitiba procurou incrimina-los como represália a atos recentes capitaneados por Maia e Tofolli que acarretaram reveses às pretensões destas “aves do paraiso”.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome