Unicamp não usará Enem em vestibular 2021

Decisão foi tomada por conta da nova data do exame nacional, que não vai permitir recebimento dos resultados a tempo das matrículas

Foto: Reprodução

Jornal GGN – A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) não receberá estudantes egressos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) por conta da mudança das datas no calendário das provas.

O anúncio foi feito nesta quarta-feira (22/07) pelo diretor da Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest), José Alves Neto. “As vagas que antes eram do Enem serão automaticamente transferidas para o Vestibular. Sobretudo por conta do calendário, ficou inviável a manutenção das vagas pelo Enem”, explica.

Segundo o cronograma do Enem, os resultados das provas seriam publicados a partir de 29 de março, enquanto o calendário da Unicamp projeta a volta às aulas em 15 de março. O Enem foi adiado pelo Ministério da Educação para os 17 e 24 de janeiro, embora votação digital feita pela própria pasta tinha apontado a escolha dos estudantes para o mês de maio.

Das 639 vagas direcionadas pelo edital Enem-Unicamp (cerca de 20% das vagas de ingresso), 15% da vagas são para escola pública, sendo 10% para estudantes de escola pública e 5% para estudantes de escola pública e autodeclarados pretos e pardos. Outras 10% são destinadas para autodeclarados pretos e pardos, sendo 5% que vieram de escola pública e 5% oriundos de escolas privadas.

A destinação das vagas será mantida no Vestibular 2021, que reserva, juntando o percentual anteriormente destinado ao Enem, 25% das vagas para as cotas étnico-raciais.

Para não excluir quem pretendia se inscrever pelo Enem, a Unicamp reabriu o pedido de solicitação de isenção do pagamento da taxa de inscrição no exame, no valor de R$ 170. O pedido é válido até 31 de julho, e pode ser feito no site da Comvest.

 

Leia Também
MEC ignora inscritos, e remarca Enem para janeiro e fevereiro de 2021
Maioria dos estudantes quer Enem em maio de 2021
Pressionado, Weintraub fala em adiar ENEM em 30 ou 60 dias
Pressão estudantil leva Inep a adiar Enem 2020

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora