#VazaJato: Deltan palestrou para “público seleto” da XP Investimentos em reunião secreta

O convite para a palestra ocorreu em 17 de maio de 2018. O público seleto era "11 tesoureiros dos grandes bancos brasileiros e internacionais"

Foto: Lula Marques/PT

Jornal GGN – O jornalista Reinaldo Azevedo revelou na noite desta sexta (26), em parceria com o Intercept Brasil, que o procurador Deltan Dallagnol participou de uma reunião “privada” na XP Investimentos, para um “público seleto”, e o tema do encontro era Lava Jato e as eleições. O ex-presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luiz Fux, participou de encontro semelhante antes.

Segundo Azevedo, a assessora da XP que fez o convite a Deltan, uma analista política e de investimentos, é ex-assessora de comunicação de Edson Fachin. Seu marido é Eduardo Pelella, ex-número 2 do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot.

Depois da palestra secreta de Deltan – havia o compromisso de não deixar a reunião ser publicada na imprensa – a assessora passou a abordar o procurador fazendo perguntas sobre a Lava Jato.

Em uma questões – que Deltan não respondeu – a assessora fala da nomeação de Luiz Antonio Bonat para substituir Sergio Moro nos processos da Lava Jato em Curitiba. Debora Santos queria saber se havia intimidade entre a força-tarefa e o magistrado.

“Oi Deltan. Tudo bom. Em off, quais as impressões de vcs sobre o novo juiz da LJ? Pode embarreirar os trabalhos? Vcs já se conheciam?”

Deltan respondeu apenas uma questão anterior, cuja resposta era pública, sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal de proibir as conduções coercitivas. O procurador respondeu que já havia postado sobre isso no Twitter.

O convite para a palestra ocorreu em 17 de maio de 2018. O público seleto era “11 tesoureiros dos grandes bancos brasileiros e internacionais.”

Leia também:  Gebran manda soltar ex-deputado preso por esquema nos Correios

O papo tinha que ser confidencial, o ambiente seria controlado para deixar o convidado à vontade para dar sua opinião e revelar outras informações, comentou Azevedo.

Os ministro Luis Roberto Barroso e Alexandre de Morais, do Supremo Tribunal Federal, foram convidados para evento do tipo, mas não compareceram.

Dallagnol foi ao evento e levou um representante da Transparência Internacional.

Fux não quis fornecer detalhes.

PALESTRA PARA INVESTIGADA

Na manhã desta sexta (26), o Intercept revelou que Deltan Dallagnol ganhou R$ 33 mil (R$ 23 mil “líquido”) para fazer uma palestra para a empresa Neoway, que é investigada na Lava Jato em processo envolvendo a BR Distribuidora e o lobista e delator Jorge Luz. O fato fez com que o procurador se afastasse do processo e notificasse o Conselho Nacional do Ministério Público, mas anos depois da delação – e somente 5 dias antes de o Intercept começar a divulgar as mensagens de Telegram.

Leia também:

Xadrez de como Moro pode ter armado a história dos hackers, por Luis Nassif

 

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

17 comentários

  1. Por quanto o fux vendeu a candidatura do LULA aos banqueiros?
    Recebeu tudo na hora ou a segunda parcela depois que, um mês a frente, proibiu a entrevista do LULA?
    Este prostituto ainda está no stf?

  2. Menino prodígio, a capivara da família em grilagem de terras no Mato Grosso não nega.
    Enquanto vem a publico falar sobre a importancia do combate a corrupção, enquadrando deus e o mundo e arrastando uma horda de incautos e incautas, se chafurda até as entranhas em palestras no mínimo questionáveis sob o ponto de vista ético e moral.
    Será que o Batmam/moro, o cavalheiro das trevas, tinha conhecimento do jet do Robin, o menino prodígio?
    Será que rolava uma rachadinha entre os dois e demais procuradores?

    Mistéeerio!

  3. Por quanto o fux vendeu a candidatura do LULA aos banqueiros?
    Recebeu tudo na hora ou a segunda parcela depois que, um mês a frente, proibiu a entrevista do LULA?
    Este prostituto ainda está no stf?
    O tofoli sabia deste compromisso do fux com os banqueiros quando referendou a proibição da entrevista?

  4. Com toda esta promiscuidade exposta, o STF vai passar apuro para lidar com o mundaréu de gente envolvida em atividades com tanta imoralidade, falta de seriedade e gana exasperada por fama e dinheiro. Se me permite Nassif, a sua contundência, aumentada recentemente com a cobrança na questão dos valores e da moralidade, pegam no cerne. O pior da crise é mesmo a ética e os valores. Sem isto, podem ir fechando as barraquinhas. As instituições sendo corroídas de dentro para fora e o desmonte do governo para impor a barbaridade miliciana, pode mais à frente sugerir ser desimportante gastar tanto dinheiro com um judiciário insípido e ai sim, eles vão sofrer de fato. Vão continuar saindo material da vazajato e cada vez mais vai enterrando a honra de nomes graduados. Moralidade é o caminho para combater o falso-moralismo.
    PS.: O vídeo de hoje já passou dos 100K de views, tem quase 10.000 interações (likes/deslikes) e passa dos 1.700 comentários. No título a expressão (deportação do Glen) deve ter atiçado o público. Coloque tags na descrição do vídeo que ajuda a disseminar nas pesquisas. As tags tem impacto direto na quantidade de visualizações de um vídeo, devido a maneira como funciona o algoritmo do Youtube para quem pesquisa. Use tags sempre relacionadas ao conteúdo, pois o algoritmo “consulta” isto e umas 6 tags são suficientes. Tem um campo próprio para isto no editor do YT. Palavras como LavaJato, Vazajato, Intercept, Moro. Na descrição sempre é bom colocar umas 3 linhas resumindo o conteúdo do vídeo. O algoritmo “gosta” desta padronização. Como alguns vídeos do GGN são de atualidade imediata, eles tem de se disseminar bastante nas primeiras horas e é bom usar as redes sociais e sempre recomende (coloca um papel do lado da câmera lembrando) para que o internauta interaja (like, coments – veja que alguns tem o hábito de ao final do vídeo deixar uma pergunta no ar e muitos querem falar sobre aquilo) pois é fator alavancador e o vídeo pode até entrar na pagina de vídeos em alta. Sabemos que tem uma vida atribulada, com o portal 365 dias no ano e se der temo ou alguém lhe ajudar no canal, apos postar um novo vídeo, de uns minutinhos de atenção aos primeiros comentários (coraçãozinho). É psicológico até, pois muita gente vai querer comentar logo em primeiro e aumentam os comments. É meio chato e mais demanda, mas o algoritmo “ditador” gosta de canais interativos.

  5. 1 – Parece que o que dá mesmo dinheiro para essa gente meritocrática é o tráfico. De influência, de informação, os inside traders e front runners (termos, olha só, do mercado financeiro! uma das maiores máfias mundiais que nunca é seriamente investigada) institucionais. E de drogas, também, rs – e ninguém lembra mais do Aerococa… do atentado a fake, digo, a faca, hahahaha (estou inspirada no macaco Simão, precursor das gargalhadas virtuais).
    2 – Interessante que são sempre os mesmos ministros, e empresas, envolvidos nessas situações de lobby e crime de colarinho branco. Por acaso a XP não é do tal Paulo Guedes, o desastre da Economia que dizem ser o padrinho do rábula no desgoverno? Isso é que é networking – só não contavam com o working dos hackers na net do telegram, hahahahaha.
    3 – O GGN deve estar fazendo sucesso na rede: de repente, um monte de minions, também os da pseudo-esquerda, resolveu infestar o blogue. Enquanto isso, os bons comentaristas do passado se recusam a voltar. Sinal dos tempos e cheiro de esgoto – a pseudo-esquerda sensacionalista é tão tosca quanto a da direita, iguais no uso massivo da internet para criar ruído e fumaça. E debate que é bom, quem tem coragem?

    Sampa/SP, 26/07/2019 – 20:15

  6. Convidaram (pagando, pode isto Arnaldo?) o lavajateiro e mais 3 ministros do STF simpatizantes para ter certeza se Lula ficaria de fora da eleição, pois assim poderiam lucrar mais com especulação, tendo um quadro melhor definido?
    Estes patriotas e garantistas não me cansam de surpreender.

  7. “Dallagnol foi ao evento e levou um representante da Transparência Internacional”:

    Que bom saber que a CIA estava tao pertinho assim, Dallagnol!!! Voce chupou alguma coisa ou so beijou bunda mesmo???

  8. Ao que parece Nassifão não está mais levando fé nas minhas premonições.Confesso que estou achando-o meio mole,ou com os 2 pés atrás.Anteontem estipulei o prazo de 72 horas para ele desvendar essa verdadeira Operação Tabajara/Paraguaia do MM.Hoje ele apresentou um Xadrez que qualifico como meia boca,tipo disse que não disse que disse.Como tenho por ele o maior respeito,não sem razão,o considero o maior e o mais brilhante jornalista de sua geração,deve ter informações outras que não disponho.Mas ousado que sou,vou confronta-lo.Tenho para mim que o MM perdeu o controle da situação,está totalmente fora de controle,e nas próximas eletrizantes horas ele se tornará comida de peixe.Calma pessoal.Se o Gringo de Ouro ajustar os ponteiros o MM não chega vivo ao final do mês.Lembram-se da pouca intuitiva política Dona DR:Quando a barragem romper,não ficará pedra sobre pedra.Pausa para meditação:Como um Governo tem a desfaçatez de escolher um cretino como Luiz Fux como Ministro do STF.Esse elemento parece não possuir qualquer característica que lhe assegure a pertencer a raça humana.Se foi mesmo Ze Dirceu que bateu o martelo da indicação dele,2 lugares no purgatório esperam pelos dois.Como primeiro castigo,deviam os dois,passar um mês comendo esterco de galinha e bebendo agua do Mar Morto.

  9. Por isso que “é bom” ser um beato fervoroso que dá glórias a Deus o tempo todo.
    Isso reveste a pessoa de um “manto de credibilidade” e, obviamente, o mau caráter é encoberto ou cinicamente tolerado.
    A tal da Teologia da Prosperidade do bispo Macedão está funcionando para muitos beatos e “replicadores da palavra de Deus”, já para o fiel que paga o dízimo, resta trabalhar duro para pagar o dízimo.

  10. E a pergunta que não quer calar é: QUEM GARANTE QUE NESTES ENCONTROS COM A BANCA, DELTAN E FUX NÃO “VENDERAM” (NO SENTIDO DE GARANTIR) A INELEGIBILIDADE DE LULA PARA O PLEITO DE 2018???
    Afinal de contas, o TSE julgou Lula inelegível somente em 31 de agosto e as reuniões com os banqueiros aconteceram, supostamente, poucos dias antes deste fato.

  11. Pessoas físicas e corretoras norte-americanas poderão processar os bancos que tiveram Insider trading.
    .
    Pelo visto a Vasa Jato vai longe, pois a novidade é que os grandes bancos que assistiram as reuniões com Fux e Dallagnol poderão ser processados em New York, onde se negociam títulos de estatais brasileiras, como a Petrobras.
    .
    A legislação norte-americana pune este tipo de informação e com o agravante que no caso dos dois “palestrantes” e principalmente Fux agiram ativamente para dar a vitória nas eleições para Bolsonaro impedindo tanto a soltura de Lula como a entrevista dele.
    .
    O interessante é que isto não dependerá da justiça brasileira nem o Departamento de Estado do USA poderá intervir, pois para os gringos “Money is Money” e a interferência deve ter causado prejuízos de alguns bilhões de corretoras, bancos e acionistas individuais que assustados com as eleições no Brasil, venderam os seus ativos baratos e provavelmente os bancos que tinham esta informação usaram-na.
    .
    Inclusive eu não gostaria de estar na pele destes CEO’s que participaram da maracutaia, pois fica claro que a informação teve toda a cara de ilegalidade.
    .
    Talvez aqui no Brasil não ocorra nada, porem se a Bolsa de NY ou bolsas europeias entesem com toda a lambança que fizeram em nome do “combate a corrupção”.

  12. Pessoas físicas e corretoras norte-americanas poderão processar os bancos que tiveram Insider trading.
    .
    Pelo visto a Vasa Jato vai longe, pois a novidade é que os grandes bancos que assistiram as reuniões com Fux e Dallagnol poderão ser processados em New York, onde se negociam títulos de estatais brasileiras, como a Petrobras.
    .
    A legislação norte-americana pune este tipo de informação e com o agravante que no caso dos dois “palestrantes” e principalmente Fux agiram ativamente para dar a vitória nas eleições para Bolsonaro impedindo tanto a soltura de Lula como a entrevista dele.
    .
    O interessante é que isto não dependerá da justiça brasileira nem o Departamento de Estado do USA poderá intervir, pois para os gringos “Money is Money” e a interferência deve ter causado prejuízos de alguns bilhões de corretoras, bancos e acionistas individuais que assustados com as eleições no Brasil, venderam os seus ativos baratos e provavelmente os bancos que tinham esta informação usaram-na.
    .
    Inclusive eu não gostaria de estar na pele destes CEO’s que participaram da maracutaia, pois fica claro que a informação teve toda a cara de ilegalidade.
    .
    Talvez aqui no Brasil não ocorra nada, porem se a Bolsa de NY ou bolsas europeias entesem com toda a lambança que fizeram em nome do “combate a corrupção”.
    .
    É só pegar a listinha (JP Morgan Morgan Stanley Barclays Nomura Goldman Sachs Merrill Lynch Cresit Suisse Deutsche Bank Citibank BNP Paribas Natixis Societe Generale Standard Chartered State Street Macquarie Capital UBS Toronto Dominion Bank Royal Bank of Scotland Itaú Bradesco Verde Santander) e enviar para corretoras e bancos que não se alinharam nesta.

  13. Acabou o Vaza-Jato.

    A caixa de pandora foi aberta pela leniencia do STF em deixar rolar e agora o STF vai ter de dar o basta.

    Eu falei desde o início de que o STF jamais poderia admitir que a divulgação de conversas particulares, fruto de crime cibernético por hackers fossem admitidas para se criar toda a sorte de constrangimentos ao judiciário.

    Imagino o arrependimento do irresponsável ministro Marco Aurélio hoje.

    Esse hacker está perdido. Com as centenas de invasões que ele fez, vai ser condenado a dezenas, senão centenas de anos de prisão, e embora no Brasil ninguém pode cumprir mais de 30 anos de prisão, o benefício da prisão em regime aberto se dá com, pasmem, 1/6 da pena, esse hacker pode esperar ficar preso por muito tempo.

    Vai acabar confessando tudo em delação premiada e a sorte de greenwall já está selada.

    Sobre Dalagnol e Fux, a gente não gosta de saber que membros do judiciário tenham conversas com pessoas do andar de cima.

    Dalagnou não foi sozinho ao encontro. Levou consigo um representante da Transparencia Internacional.

    Mas mil vezes essa conversa ser feita de forma coletiva e com a presença de um membro da Transparencia Internacional do que nos gabinetes dos ministros do STF de forma individual apenas com as paredes como testemunha.

    A atitude de Dalagnou me fez lembrar de quando o Paulo Maluf teve uma conversa com o então presidente FHC. Ele saiu de lá dizendo, o Maluf, de que o FHC havia lhe confidenciado preferir ele como candidato a presidencia da república do que o candidato do PSDB. A piada foi a de que não se pode conversar num tete a tete com o Maluf porque aí ele pode sair por aí falando o que lhe der na telha.

    • Somente um bolsonariano facista desprovido de moral e principios éticos, poderia nao entender a gravidade do comportamento antiético e escandaloso do procurador Deltan.
      Até o momento voce nao se deu conta que o Hacker é somente uma criatura do exjuizeco corrupto Moro.

      1
      1
      • Eu posso dar um exemplo para você entender.

        Dalagnol ir a essa palestra acompanhado de um membro da Transparencia Internacional eu comparo a uma adolescente que foi até o apartamento do namorado passar a noite estudando e levou o seu pai de acompanhante.

        Aonde está o escandalo?

        E o hacker não é invenção. Ele foi preso em flagrante.

  14. Se tivessem investigado as graves denúncias de Tacla Duran, feitas há quase dois anos no Congresso Nacional por videoconferência, essa Turminha de Curitiba já teria caído há muito tempo. Mas a justiça e o parlamento fizeram ouvidos moucos por conveniência.
    Tacla denuncia, com provas, o pedido de propina feito pelo advogado Zucolotto, amiguinho do Moro, que ofereceu benefícios em delação premiada no âmbito da lava jato. Em troca, Tacla pagaria cinco milhões por fora. Tudo registrado em seu telefone celular e submetido a perícia técnica na Espanha.
    Mas o golpe, com o supremo, com tudo, preferiu ignorar tão graves denúncias.
    Hoje, resta provada a sanha arrecadatória dos lavajateiros curitibanos.

  15. PASSANDO DESPERCEBIDO

    É plausível que os documentos em posse do Intercept tenham sido encaminhados pelo pessoal de Bolsonaro? Vejo que sim.

    Qualquer pessoa com um mínimo de compreensão sobre as atitudes de Moro sabe que este sujeito não encontrará obstáculos para atingir seus objetivos, e aqui levo em consideração a possibilidade deste objetivo ser a presidência da República. Até Bolsonaro, com apenas dois neurônios, mancos, já se deu conta disso. Neste sentido, é plausível imaginar que Moro represente um perigo real para as pretensões de Bolsonaro. Portanto, após ter cumprido sua função no golpe, Moro passa da condição de “aliado” para a de “ameaça”.

    Fatos:
    – No dia 10/05/2019 Bolsonaro diz uma frase enigmática: “Talvez tenhamos um tsunami na semana que vem, mas a gente vence o obstáculo com toda certeza. Somos humanos, todos erram. Alguns erros são perdoáveis, outros não”.
    – No dia 12/05/2019 Manuela D’ávila recebe, a partir do estado da Virgínia, a ligação do suposto Hacker.
    – No mês de junho o Intercept dá início à Vaza Jato.

    Resta saber quando Greenwald recebeu a documentação de sua fonte. Se antes ou depois do dia 12/05/2019. Talvez nunca tenhamos esta informação. Todavia, se o recebimento se deu após o dia 12, grandes são as chances de Moro ter sido vítima do fogo “amigo”.

  16. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome