Venda de itens básicos puxa saldo da balança comercial

Superávit acumulado em janeiro chega a US$ 1,77 bilhão, segundo dados do Ministério da Economia

Foto: Reprodução

Jornal GGN – A balança comercial brasileira foi favorecida pelo aumento das vendas de itens básicos na segunda semana de janeiro, gerando um superávit semanal de US$ 14 milhões. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Economia. A corrente de comércio foi de US$ 6,902 bilhões.

Em cinco dias úteis, as exportações US$ 3,458 bilhões (média diária de US$ 907,2 milhões), volume 10,4% superior ante o visto no mesmo período de 2019 (US$ 822 milhões pela média diária). Os números foram diretamente afetados pelo aumento das vendas de itens básicos, que subiram 23% no período – de US$ 370,5 milhões para US$ 455,6 milhões, puxados pelas vendas de minério de ferro, algodão em bruto, carnes bovina, suína e de frango e de petróleo em bruto.

Os itens semimanufaturados subiram 8,5%, de US$ 131,4 milhões para US$ 142,5 milhões, por conta das negociações de açúcar de cana em bruto, semimanufaturados de ferro/aço, ouro em formas semimanufaturadas, couros e peles e zinco em bruto.

Por outro lado, as vendas de produtos manufaturados caíram -3,4%, passando de US$ 320,1 milhões para US$ 309,2 milhões, por conta de plataforma de extração de petróleo, partes de motores e turbinas para aviação, laminados planos de ferro/aço, motores e turbinas para aviação, tubos flexíveis de ferro ou aço.

As importações ficaram em US$ 3,444 bilhões. A média diária até a segunda do mês ficou em US$ 653,2 milhões, 12,3% abaixo da média de janeiro/2019 (US$ 744,9 milhões). Nesse comparativo, caíram os gastos com combustíveis e lubrificantes (-35,6%), adubos e fertilizantes (-28,5%), aeronaves e peças (-16,6%), cereais e produtos da indústria da moagem (-14%), farmacêuticos (-5,5%).

Leia também:  A escolha de Bolsonaro: agradar Trump ou o agronegócio?

No mês, as exportações totalizam US$ 6,351 bilhões e as importações ficaram em US$ 4,573 bilhões, gerando um saldo positivo de US$ 1,778 bilhão e corrente de comércio de 10,923 bilhões.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome