Weintraub tenta minimizar crítica feita em reunião ministerial

Depois de defender prisão de ministros do STF, ministro da Educação diz em redes sociais que falava de ‘alguns, não todos’

Foto: Reprodução

Jornal GGN – O ministro da Educação, Abraham Weintraub, tentou minimizar a crítica que fez ao Supremo Tribunal Federal (STF) na reunião ministerial de 22 de abril, que foi gravada e divulgada nesta sexta-feira.

Na ocasião, Weintraub afirmou que, por ele, “colocava esses vagabundos todos na cadeia, começando no STF”.

Neste domingo, Weintraub usou suas redes sociais para dizer que “tentam deturpar” o teor de sua fala na reunião para “desestabilizar a nação”.

Segundo informações do jornal Folha de São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro considera procurar o presidente do STF, ministro Dias Toffoli, para reduzir o clima de mal-estar e evitar retaliações após o pronunciamento do ministro – o ataque de Weintraub foi publicado no momento em que a corte autorizou a investigação para apurar se Bolsonaro tentou interferir na Polícia Federal.

 

Leia Também
Confira trecho em que Weintraub defende prisão do STF, ataca China e minorias no Brasil
Moro x Bolsonaro: Leia a transcrição do vídeo da reunião ministerial divulgada pelo STF
A vida pregressa de Moro: GGN investiga a trajetória do ex-juiz com ajuda de leitores

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Delegado da PF processa União por ter sofrido perseguição da Lava Jato

8 comentários

  1. Esse cara é tao covarde que é só continuar a aperta-lo é ele vai jurar q falava dos presentes na reunião do covil ministerial.

  2. Esse desbocado ignorante precisa ser devidamente ouvido nas barras da justiça. Chamou alguém de vagabundo, terá que provar, propôs prisão, terá que provar crimes cometidos. Aliás, além desse mal educado ignorante, outro que precisa ir às barras da justiça é Augusto Heleno, pelas ameaças feitas. E desde já faço uma sugestão para todos que lerem este comentário: SE 89 MILITARES DA RESERVA ASSINARAM MANIFESTAÇÃO EM PROL DE AUGUSTO HELENO E CONTRA CELSO DE MELO, QUE TAL ALGUÉM COM MAIS CAPACIDADE REDACIONAL QUE EU ESCREVER UM APOIAMENTO A CELSO DE MELO PARA COLHERMOS 890 ASSINATURAS CONTRA HELENO E OS TAIS MILICOS DE PIJAMA QUE CAFAJESTEMENTE SE MANIFESTARAM PARA APOIAR A TESE DE QUE O BOÇAL PRESIDENTE NÃO TERÁ O DEVER DE ENTREGAR SEU CELULAR SE ASSIM FOR DETERMINADO PELA JUSTIÇA? AFINAL, MILICOS MALDITOS, A LEI NÃO É PARA TODOS?

  3. O problema é que o ministro acha que ainda é militante nas redes sociais.

    Ministro diga : com a devida vênia discordo das posições destes senhores e temo que eles possam um dia responder em juízo por seus atos, a meu ver impensados.

    • “Meu amigo PauloDantas me responda, por favor: não havendo bois anônimos posso dar nomes aos bois. [E] quando um não é nenhum, um mais um são mesmo dois?” — carta de GuimarãesRosa ao jornalista PauloDantas. Pensei apropriado ao seu comentário.

  4. Arregao do cacete.
    Não se tratam de todos? Então seja homem e aponte aqueles que voce pode provar que, como vc disse, são vagabundos.
    Covarde!

    • “(…)
      Na primeira noite eles se aproximam
      e roubam uma flor do nosso jardim.
      E não dizemos nada.
      Na segunda noite, já não se escondem:
      pisam as flores, matam nosso cão
      e não dizemos nada
      Até que um dia,
      o mais frágil deles
      entra sozinho em nossa casa,
      rouba-nos a luz, e,
      conhecendo nosso medo,
      arranca-nos a voz da garganta.
      E já não podemos dizer nada.
      (…)”

      No Caminho com Maiakóvski, Eduardo Alves da Costa

      Empoderaram os Ratos e agora eles planejam botar guizo nos gatos supremos

  5. Se considerarem as variáveis do ambiente de jogo sujo que foi a tal reunião, verão que foram levantadas várias bolas para o Aras cortar……………………………
    foi por isso que chamei as falas desse cara de ruídos anormais de um cérebro vazio

    Eles querem, mas não porque querem, porque precisam desesperadamente, que a palavra final sobre cada uma das bolas levantadas seja pela obrigação de se arquivar todas elas em nome da tal estabilidade nacional.

  6. Se considerarem as variáveis do ambiente de jogo sujo que foi a tal reunião, verão que foram levantadas várias bolas para o Aras cortar……………………………
    foi por isso que chamei as falas desse cara de ruídos anormais de um cérebro vazio

    Eles querem, mas não porque querem, porque precisam desesperadamente, que a palavra final sobre cada uma das bolas levantadas seja pela obrigação de se arquivar todas elas em nome da tal estabilidade nacional.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome